Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Auxiliar de Memória de Acontecimentos do Mundo onde Vivemos

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

Auxiliar de Memória de Acontecimentos do Mundo onde Vivemos

18
Dez08

Portugal - consumo - Crise - Famílias

bomsensoamiguinhos

TSF 

                                                                            Fonte: tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx

crise financeira

 


Famílias portuguesas estão a alterar hábitos de uso do crédito

Hoje às 11:44

 As famílias portuguesas estão a alterar o comportamento perante a crise, recorrendo mais ao crédito para artigos para o lar, em detrimento das habituais opções, como o automóvel. No entanto, esta opção não vem alterar o risco de maior endividamento.
 

Devido à crise internacional, está-se a assistir a uma alteração no comportamento das famílias portuguesas com estas a voltarem-se para o crédito especializado para aquisição de artigos para o lar e menos para o crédito pessoal e automóvel, indicou, esta quinta-feira a Associação de Instituições de Crédito Especializado (ASFAC).

 

A secretária-geral da ASFAC, Susana Albuquerque, acrescentou que «o crédito especializado para aquisição de artigos para o lar vai crescer em Portugal até ao final de 2008» enquanto que os demais tipos de crédito têm registado evoluções negativas.

 

«Ao longo do próximo ano a tendência de evolução aponta para uma redução global no crédito especializado concedido», devido não só ao facto de Portugal ser um mercado «mais maduro», mas também porque as taxas de endividamento, que oscilam entre os 10 a 15 por cento, ao ano, «não serem possíveis de manter», sublinhou.

 

No entanto, a responsável do Gabinete de Apoio ao Sobrendividamento da Deco, Natália Nunes, deixa um aviso às famílias portuguesas para que, independentemente do tipo de crédito ao consumo optem por este tipo de financiamento «de forma pontual e ponderada para não aumentarem o seu endividamento para lá dos limites prudenciais».

 

Para a Deco, as famílias devem fazer sempre um orçamento, procurar ter como objectivo poupar cinco a seis vezes o rendimento mensal, por forma a terem «um pé de meia» e «aprender a viver com o que têm», devendo ver o crédito como um complemento para situações «bem ponderadas»

 FONTE:  TSF 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

ESPAÇOS DO AUTOR

====================== INFORMAÇÃO GLOBAL PANDEMIA - LINKS UTEIS ======================

  • ======================

GRIPE HUMANA DE ORIGEM SUíNA, AVIÁRIA, PANDEMIA -> LINKS ÚTEIS

GRIPE HUMANA (Aviária e Pandemia) Ministérios Outros Países

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

PESSOAS ADMIRÁVEIS

LEGISLAÇÃO

=> DIREITOS HUMANOS

INSTITUIÇÕES NACIONAIS

SIC-Soc. Informação e Conhecimento

FINANÇAS / IMPOSTOS

UE - INST. EUROPEIAS

Finanças,Gestão, Economia...

INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS

MÚSICOS E MÚSICAS

Imprensa / Informação

ONLINE - RÁDIO / TV / Imagens

EDITORES

ESPAÇOS CULTURAIS

LIVRARIAS

DADOS HISTÓRICOS

LIVREIROS / ALFARRABISTAS

ESPAÇOS AMIGOS

ESPAÇOS SUGERIDOS

VALEU A PENA CONHECER

RESTAURANTES

-> V I O L Ê N C I A

MEDICINA DENTÁRIA

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D