Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

ARQUIVO

PESQUISAR NO BLOG:

 

POST RECENTES

Economistas denunciam agê...

Pedro Lino - Mercado Glob...

Mark Blyth: A austeridade...

João Lopes comenta a estr...

Carlos Moreno e Ventura L...

António Horta Osório - En...

ANTONIO BARRETO E MIGUEL ...

Vídeo: Como proteger as s...

"Temos um défice assustad...

Presidente critica falta ...

Ética e Mentira - QUAL A ...

BPP do Porto invadido

Crise económica - Belmiro...

Portugal tem que evitar t...

Jorge Sampaio Analisa a C...

G7 volta a apelar a estra...

Os alertas de Mário Soare...

Portugal pode conhecer a ...

Património - Hospital D. ...

Jornais de Hoje

Crise - «Não é fácil olha...

Portugal - Que Misão! (Eu...

"Crise" foi a palavra mai...

Presidente do Bundesbank ...

Desemprego - Mais de 70 m...

CRISE: Empresários alerta...

Foi há 207 anos, sem comp...

DN - ÉTICA E RELIGIÃO NA ...

O que é a Ética?

Obama - Directizes sobre ...

Bruxelas autoriza regime ...

Opinião - DN - Manuel Que...

JN - 5 Passos para se Pro...

Bomsenso - Ética e Mentir...

DÉFICE - Défice externo v...

Crises - O suicídio do re...

Madoff - Encontrados cheq...

PortoCartoon: World Festi...

Videos - Fedorentos - Ze ...

Sócrates Admite Recessão ...

Opinião – Ricardo Araújo ...

Sociedade - Desemprego

Portugal - Presidente da ...

Bomsenso - Crise Naciona...

Crise - Económica Interna...

Crise Económica Internaci...

Economia - Depressão Mund...

Euribor - Economia

Portugal - consumo - Cris...

LINKS

PESQUISAR NO BLOG:

 

Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

CRISE: Empresários alertam Presidente para «miséria nunca vista»

SOL

3a-feira, 27 Janeiro 2009  

  

 
Empresários alertam Presidente para
 
 «miséria nunca vista»
 

ONTEM

Beira Interior
 
 
Uma associação de empresários da Beira Interior alertou hoje, numa carta enviada ao Presidente da República, primeiro-ministro e governador civil de Coimbra, para «situações de desemprego e miséria nunca vistas» e apresentou propostas para atenuar a crise.
...
Na missiva, os empresários alertam para «situações de desemprego e miséria nunca vistas», que vêm dos mais diversos sectores, alertando para «perdas de postos de trabalho de forma irrecuperável».

Esta associação propõe a criação de um Gabinete de Crise em cada Concelho, «pois parece que ao Governo não chega a informação nua e crua sobre a situação real», pode ler-se na carta.
 
...
 
A carta termina recomendando «o bom senso dos homens, pois os políticos e outros altos dirigentes, de há muito anos a esta parte, não se têm preocupado com as empresas do interior».
 
Lusa/SOL
 
 
 
 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 13:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | VER COMENTÁRIOS (2) | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Foi há 207 anos, sem computadores, estatísticas, análises de mercado, etc.etc.

 

 Foi há 207 anos,

sem computadores, estatísticas, análises de mercado, etc.etc. 
      


    
«Acredito que as instituições bancárias são mais perigosas para as nossas liberdades do que o levantamento de exércitos. Se o povo Americano alguma vez permitir que bancos privados controlem a emissão da sua moeda, primeiro pela inflação, e depois pela deflação, os bancos e as empresas que crescerão à roda dos bancos despojarão o povo de toda a propriedade até os seus filhos acordarem sem abrigo no continente que os seus pais conquistaram.»


Thomas Jefferson, 1802

 

I believe that banking institutions are more dangerous to our liberties than standing armies. If the American people ever allow private banks to control the issue of their currency, first by inflation, then by deflation, the banks and corporations that will grow up around [the banks] will deprive the people of all property until their children wake-up homeless on the continent their fathers conquered. The issuing power should be taken from the banks and restored to the people, to whom it properly belongs.”

  

“their children wake-up homeless on the continent their fathers conquered”…

 

” Written by Jefferson in a letter to the Secretary of the Treasury Albert Gallatin (1802).”…

 

www.geocities.com/northstarzone/FED.html

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 11:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 24 de Janeiro de 2009

DN - ÉTICA E RELIGIÃO NA ECONOMIA

DIÁRIO DE NOTICIAS

Sábado, 24 de Janeiro de 2009
Edição Papel

 

 

ÉTICA E RELIGIÃO NA ECONOMIA


Anselmo Borges
Padre e professor de Filosofia

 

 

Perante o estrondo da crise financeira, que está a chegar, avassaladora, à economia real, há da parte de muitos um enorme apelo à ética e aos valores na finança, na empresa e na economia em geral.

Há vantagens nisso, como diz Josef Wieland, professor de Ética: os valores éticos trazem enormes bens à empresa, como, por exemplo, a segurança jurídica; "a reputação da empresa aumenta e ela acaba por receber os melhores e mais motivados colaboradores". É preciso ter em conta que a corrupção vai recuar e "as regras éticas defendem em todo o mundo os empresários da prisão".

Não é por acaso que são esperados quatro mil participantes no sexto congresso cristão de empresários e gestores, que se realiza em Düsseldorf, Alemanha, de 26 a 28 de Fevereiro próximo, sob o lema Avançar para a Chefia com Valores. Isto não significa de modo nenhum que a ética empresarial seja um exclusivo dos crentes, mas a fé tem de ter influência no mundo dos negócios.

Na Alemanha, 66% dos empresários dizem acreditar pessoalmente em Deus e, segundo impulse, revista para empresários, no seu número de Janeiro, a união de empresários católicos atingiu o número histórico de mais de 1200 membros e, no caso dos empresários protestantes, o número multiplicou-se em poucos anos por dez, sendo agora 600.

Segundo uma sondagem da Forsa, as normas éticas e morais desempenham um grande papel para 50% dos empresários alemães, sendo interessante verificar que essa normas são mais importantes para os empresários protestantes (58%) do que para os católicos (47%). Segundo a mesma sondagem, da fé derivam deveres: responsabilidade pelos trabalhadores (71%), sinceridade, justiça, lealdade (31%), decisões socialmente compatíveis (18%) e há limites morais para o rendimento pessoal: católicos (62%), protestantes (42%), sem confissão religiosa (56%), empresários em geral (52%).

Haverá contradição entre a fé em Deus e a maximização do lucro? Os crentes em geral respondem: sim (28%), não (68%). Os passos da Bíblia mais citados pelos empresários crentes são: "ama o teu próximo como a ti mesmo", ,,,

 

Cont... dn.sapo.pt/2009/01/24/opiniao/etica_e_religiao_economia.html

Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

O que é a Ética?

 
Os principais colaboradores de Barack Obama receberam directrizes no sentido do uso de transparência e ética no desempenho do serviço público...

 

O que é a Ética?

 

Trata-se de um tema que me tem despertado muito interesse há uns anos a esta parte... na medida em que sentia que a sociedade se estava a reger por valores bem diferentes daqueles em que acredito.

 

Poderia dar vários exemplos. Contudo, basta enumerar o caso dos pais e avós que são depositados e abandonados em lares, hospitais... casos que se passam dentro das próprias famílias... quanto mais fora das mesmas...

 

Tentei entender  o que é de facto ética para a definir correctamente e transmitir a gente um pouco mais jovem. Confesso, tive dificuldade!

 

Felizmente já se dá estes temas duma forma interessada nas escolas e universidades deste país.

 

 

 

Em relação a OBAMA,

 

José Saramago no "caderno de Saramago" dizia:

 

"Donde saiu este homem?...

... Quando pergunto donde saiu Barack Obama estou a manifestar a minha perplexidade por este tempo que vivemos, cínico, desesperançado, sombrio, terrível em mil dos seus aspectos, ter gerado uma pessoa (é um homem, podia ser uma mulher) que levanta a voz para falar de valores, de responsabilidade pessoal e colectiva, de respeito pelo trabalho, também pela memória daqueles que nos antecederam na vida. Estes conceitos que alguma vez foram o cimento da melhor convivência humana sofreram por muito tempo o desprezo dos poderosos, esses mesmos que, a partir de hoje (tenham-no por certo), vão vestir à pressa o novo figurino e clamar em todos os tons: “Eu também, eu também.” Barack Obama, no seu discurso, deu-nos razões (as razões) para que não nos deixemos enganar."

 

 

É dificil prever o defecho de todo este entusiasmo ... depositado a nível global...  num HOMEM que aparentemente sem artificialidades... transmite  mensagens de esperança, cheio de Boas Intenções... e determinado! 
 
Muito se tem falado... e muito se contibuará a falar... 
sobre este fenómeno OBAMA! 
 
 
Saramago, tem razão!
 
 
"Donde saiu este homem?..."

 

 

 Bomsensoamiguinhos

⇔⇔⇔

 

 Wikipedia

 

A palavra Ética é originada do grego ethos, (modo de ser, caráter) através do latim mos (ou no plural mores) (costumes, de onde se derivou a palavra moral.)[1]. Em Filosofia, Ética significa o que é bom para o indivíduo e para a sociedade, e seu estudo contribui para estabelecer a natureza de deveres no relacionamento indivíduo - sociedade.
 

 

pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89tica

 

 

 

 
 
Publicado por bomsensoamiguinhos às 06:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Obama - Directizes sobre Tranparência e Ética e Congelamento de Salários dos Colaboradores

 

Barack Obama,

 

Iniciou hoje dia 21 de Janeiro de 2009, o percurso  à frente da Casa Branca, transmitindo directrizes claras  aos seus principais colaboradores no sentido do uso de transparência e ética no desempenho do serviço público... o congelamento dos seus salários, neste momento em que os norte-americanos têm que "apertar os cintos"...

Bomsenso

 

⇔⇔⇔

 

CNN

 

Vowing transparency, Obama OKs ethics guidelines

 

 

Embedded video from CNN Video

 

 

 

WASHINGTON (CNN) -- Promising "a new era of openness in our country," President Obama signed executive orders Wednesday relating to ethics guidelines for staff members of his administration.
 
Veja a notícia na CNN:
edition.cnn.com/2009/POLITICS/01/21/obama.business/index.html#cnnSTCText
 
 
 
Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:55
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Bruxelas autoriza regime português para conceder 500 mil euros a PME afectadas pela crise

SAPO NOTÍCIAS

Página gerada às 13:57h, segunda-feira 19 de Janeiro

 
 
UE/Ajudas de estado: Bruxelas autoriza regime português para conceder 500 mil euros a PME afectadas pela crise
19 de Janeiro de 2009, 12:12
 
Bruxelas, 19 Jan (Lusa) - A Comissão Europeia decidiu hoje autorizar o regime português de ajudas de Estado, até 500 mil euros, às pequenas e médias empresas que estão numa situação de "dificuldade" por causa da actual crise económica.
 
"A medida irá contribuir para atenuar as dificuldades das empresas em Portugal afectadas pela conjuntura actual, acautelando as situações de distorção desproporcionada na concorrência", disse a comissária europeia responsável pela Concorrência, Neelie Kroes.
 
O executivo comunitário explica que também podem beneficiar da ajuda de Estado em 2009 e 2010 as PME que tenham problemas de financiamento devido às condições "mais apertadas" de crédito.
 
Só em condições particulares é que os governos nacionais são autorizados a conceder "auxílios de Estado", para impedir situações de favorecimento de um sector ou empresa no grande mercado interno dos 27.
 
Portugal é o terceiro Estado-membro que vê o seu regime temporário de ajudas de estado aprovado, depois da Alemanha e da França.
 
O regime é temporário e limitado a um montante máximo de 500 mil euros por empresa e só se aplica às empresas que estão em dificuldade depois de 01 de Julho de 2008.
 
FPB.
Lusa/Fim

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 22:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Domingo, 18 de Janeiro de 2009

Opinião - DN - Manuel Queiroz - NOVOS PODERES PARA NOVOS TEMPOS?

 

 

NOVOS PODERES PARA NOVOS TEMPOS?



Manuel Queiroz
Jornalista

 

Enquanto o mundo discute o que será o pós-capitalismo, uma parte disso está na capa do Wall Street Journal de ontem, onde se lê "Citigroup pronto a reduzir-se a um terço".

 

 

O conglomerado financeiro americano apresta-se para voltar ao tamanho que tinha antes de grandes aquisições tornando-se uma companhia, outra vez, com o que se poderia chamar um rosto humano.

 

O simbolismo do Citigroup é enorme como grupo global, tanto mais que o New York afiança também que o Estado americano vai ter de meter mais dinheiro nos seus principais bancos.

 

cont. dn.sapo.pt/2009/01/15/opiniao/novos_poderes_para_novos_tempos.html

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 10:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 17 de Janeiro de 2009

JN - 5 Passos para se Proteger da Crise

Jornal de Negócios Online

Sábado, 17 Janeiro 2009

 

Sara  Antunes
saraantunes@mediafin.pt
André  Veríssimo
averissimo@mediafin.pt

 

Dinheiro 

 

5 passos para se proteger da crise

 

  
A recessão impõe cautela na gestão do dinheiro, até porque o grau que ela vai assumir é ainda uma incerteza. Porque o melhor é prevenir, o Negócios sugere um plano, em cinco passos, para defender as suas finanças.

 


 
1. Orçamento mensal
    Assuma o controlo das suas despesas


2. Poupanças
    Constitua um fundo de emergência

 
3. Depósitos
    São a melhor aplicação de baixo risco
 
4. Reduzir a prestação da casa
    Alargar prazo do crédito ou adiar pagamento de capital
 
5. Dívidas
    Amortizar e evitar fazer novos empréstimos

 Artigo completo em www.jornaldenegocios.pt/index.php

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 22:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009

Bomsenso - Ética e Mentira - QUAL A RELAÇÃO ENTRE AS DUAS?

 

ÉTICA E MENTIRA

A mentira é geralmente aceite de forma inconsciente. No entanto, é de forma consciente que mais tarde se detectam... talvez por isso se diz que:

"A MENTIRA TEM PERNA CURTA"

 

Nos últimos tempos,

sinto que alguns sectores da sociedade já estão a despertar para as questões da ÉTICA.

Porque será que a sociedade...o povo em geral...está a sentir alguma desconfiança em relação várias áreas da vida Social, Económica, Política, Financeira ... ?

O caso Madoff, de certa forma, é um dos casos extremos...

  • Qual o limite para a  mentir?

Se "os mentirosos habilidosos são frequentemente mais bem sucedidos na vida do que aqueles que mentem menos ou com menos eficácia."

Se "os que são capazes de mentir melhor são geralmente mais populares, têm os melhores empregos e mais sucesso com o sexo oposto... porque são capazes de manipular as percepções dos outros sobre si."

Se "os que se regem por alguma verdade são considerados ingénuos"...

  • Que valores transmitir às nossas crianças?
  • Dizemos-lhes:

"...Filhotes uma mentirinha não faz mal a ninguém..."

"... Vale mais Parecer do que Ser ..."

"... a Verdade é Bonita mas é Dura e Não Compensa..."

  • É Éticamente Correcto utilizar a Mentira?

     

MENTIRA E ÉTICA

QUAL A RELAÇÃO ENTRE AS DUAS?

13 de Janeiro de 2009

Bonsensoamiguinhos

Publicado por bomsensoamiguinhos às 07:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 10 de Janeiro de 2009

DÉFICE - Défice externo vai consumir todo o PIB em 2010

SOL

Sábado, 10 Janeiro 2009   8º C Máx   Lisboa

 

 

Economia

 
 
 
Défice externo vai consumir todo o PIB em 2010
 

 

 
Por Luís Reis Ribeiro
 
A evolução da dívida externa portuguesa indica que em 2010 o seu valor igualará o PIB, ficando o país totalmente hipotecado ao estrangeiro. A dívida ao exterior tem vindo a subir continuamente, passando de 7,4% do PIB em 1996 para 90% no ano passado
 

 

 

 

♦♦♦

 

 

Veja

 

Pensamentos do Momento 

 

http://bomsensoamiguinhos.blogs.sapo.pt/27137.html

 

 

http://bomsensoamiguinhos.blogs.sapo.pt/24539.html

 

 

VIDEO

 

Fedorentos

 

http://bomsensoamiguinhos.blogs.sapo.pt/31712.html

 

 

 

 

 

ARTIGO

de

Ricardo Araújo Pereira

 

http://bomsensoamiguinhos.blogs.sapo.pt/29582.html

 

 

ou

 

Palavras chave

 

tags deste post

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 19:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

Crises - O suicídio do respeitado industrial alemão Adolf Merckle, de 74 anos,

DIÁRIO DE NOTÍCIAS

08.01.09

 

AS VÍTIMAS DA CRISE

Manuel Queiroz Jornalista

 

O suicídio do respeitado industrial alemão Adolf Merckle, de 74 anos, dono de um império que incluía a farmacêutica Ratiopharm, recorda-nos fatalmente os relatos e os filmes sobre os tempos da Grande Depressão dos anos 30. O Sudwest Press e o Financial Times Deutschland são dois dos muitos jornais, alemães e não só, que têm a foto do malogrado empresário nas capas sob títulos como "Merckle suicida-se".

 

Cont. opiniao/as_vitimas_crise.html">dn.sapo.pt/2009/01/08/opiniao/as_vitimas_crise.html

 

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 12:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | VER COMENTÁRIOS (2) | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009

Madoff - Encontrados cheques de 173 milhões na secretária de Madoff

ECONÓMICO

www.economico.pt/noticias/encontrados-cheques-de-173-milhoes-na-secretaria-de-madoff_560.html

 

Fraude

 

Encontrados cheques de 173 milhões na secretária de Madoff
Mafalda Aguilar 
08/01/09 18:48
 
As buscas ao escritório do gestor acusado da maior fraude de sempre em Wall Street, Bernard Madoff, resultaram na apreensão de cerca de 100 cheques assinados no valor de 173 milhões de dólares (126 milhões de euros) destinados à família e amigos, disseram responsáveis do Ministério Público.

 

 

cont. www.economico.pt/noticias/encontrados-cheques-de-173-milhoes-na-secretaria-de-madoff_560.html

 

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

PortoCartoon: World Festival de 2009 - Crise é o tema do festival de 2009

 

Porto Cartoon:

Crise é o tema do festival de 2009

 

 


A 11ª edição do PortoCartoon - World Festival de 2009, vai ter como tema "As Crises", anunciou hoje o Museu Nacional da Imprensa, promotor da iniciativa.

O PortoCartoon 2008 foi dedicado aos Direitos Humanos, para assinalar o 60º aniversário da Declaração Universal, e pela primeira vez foi ganho por um cartunista português, Augusto Cid, de "O Sol".

O Museu Nacional da Imprensa, sediado no Porto, anunciou também que Georges Wolinski, um dos mais famosos cartunistas da actualidade, voltará a ser o presidente do júri do festival.

Em Junho passado, Wolinski integrou o grupo de dez artistas que proclamaram o Porto como «capital do cartoon», descerrando um pequeno monumento desenhado por Siza Vieira e implantado na Avenida dos Aliados, frente à Câmara Municipal..

O PortoCartoon é considerado um dos três mais importantes concursos mundiais de cartoon.

No conjunto das dez edições anteriores participaram mais de 4.000 cartunistas, de cerca de uma centena de países.

Lusa
Foto: wikimedia commons
 

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 18:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

Videos - Fedorentos - Ze Carlos - Magazine Economico

 

VIDEO

 

 Gatos Fedorentos

 

 
que me foi sugerido na sequência dos
posts editados nos dias 17 e 18 de Dezembro de 2008 
 
 
 
 
 
♦♦♦
 
envie a suas sugestões para
bomsensoamiguinhos@sapo.pt
 
 
♦♦♦

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Sócrates Admite Recessão em Portugal e Abre a Porta à Antecipação de Eleições

ECONOMICO

www.economico.pt/noticias/socrates-admite-recessao-em-portugal_282.html

Terça, 06 de Janeiro 09

Entrevista do primeiro-ministro à SIC

 

Sócrates admite recessão em Portugal
Económico 
06/01/09 00:05
 
O primeiro-ministro reconhece que o Governo vai rever as suas previsões para este ano e assume que Portugal deve cair em recessão. Para responder à crise, continua a apostar no investimento e pede nova maioria absoluta.

 

Cont. www.economico.pt/noticias/socrates-admite-recessao-em-portugal_282.html

 

Política

 

Sócrates abre a porta à antecipação de eleições
Económico 
05/01/09 22:19
 
O primeiro-ministro diz estar “preparado para todos os cenários” incluindo o da sua demissão para a convocação antecipada de eleições de forma a poderem coincidir com as eleições Europeias agendadas para Junho. Sócrates é recandidato e pedirá a maioria.
 
O próximo ano de 2009 tem prevista a realização de três eleições, competindo ao Governo a marcação das eleições autárquicas (previstas para entre 22 de Setembro e 14 de Outubro) e ao Presidente a marcação das legislativas (para o intervalo que vai entre 14 de Setembro e 14 de Outubro).

Cont. www.economico.pt/noticias/socrates-abre-a-porta-a-antecipacao-de-eleicoes_263.html

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 13:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Opinião – Ricardo Araújo Pereira - Boca do Inferno - A Crise Está em Crise

VISÃO

 Boca do Inferno – Ricardo Araújo Pereira

 Opinião
A crise está em crise                                                                                                 11-Dez-2008

 

A todos os executivos que mantiveram Portugal em crise desde 1143 até hoje, muito obrigado.
 

  ♦♦♦

 Bomsenso
 O conteúdo deste Post foi recebido por mail:  
 
   ♦♦♦
 

 Ou estou fortemente enganado (o que sucede, aliás, com uma frequência notável), ou a história de Portugal é decalcada da história de Pedro e o Lobo, com uma pequena alteração: em vez de Pedro e o Lobo, é Pedro e a Crise.

 

De acordo com os especialistas – e para surpresa de todos os leigos, completamente inconscientes de que tal cenário fosse possível – Portugal está mergulhado numa profunda crise. Ao que parece, 2009 vai ser mesmo complicado.
 
O problema é que 2008 já foi bastante difícil. E, no final de 2006, o empresário Pedro Ferraz da Costa avisava no Diário de Notícias que 2007 não iria ser fácil. O que, evidentemente, se verificou, e nem era assim tão difícil de prever tendo em conta que, em 2006, analistas já detectavam que o País estava em crise. Em Setembro de 2005, Marques Mendes, então presidente do PSD, desafiou o primeiro-ministro para ir ao Parlamento debater a crise económica. Nada disto era surpreendente na medida em que, de acordo com o Relatório de Estabilidade Financeira do Banco de Portugal, entre 2004 e 2005, o nível de endividamento das famílias portuguesas aumentou de 78% para 84,2% do PIB. O grande problema de 2004 era um prolongamento da grave crise de 2003, ano em que a economia portuguesa regrediu 0,8% e a ministra das Finanças não teve outro remédio senão voltar a pedir contenção. Pior que 2003, só talvez 2002, que nos deixou, como herança, o maior défice orçamental da Europa, provavelmente em consequência da crise de 2001, na sequência dos ataques terroristas aos Estados Unidos. No entanto, segundo o professor Abel M. Mateus, a economia portuguesa já se encontrava em crise antes do 11 de Setembro.
 
A verdade é que, tirando aqueles seis meses da década de 90 em que chegaram uns milhões valentes vindos da União Europeia, eu não me lembro de Portugal não estar em crise. Por isso, acredito que a crise do ano que vem seja violenta. Mas creio que, se uma crise quiser mesmo impressionar os portugueses, vai ter de trabalhar a sério. Um crescimento zero, para nós, é amendoins. Pequenas recessões comem os portugueses ao pequeno-almoço. 2009 só assusta esses maricas da Europa que têm andado a crescer acima dos 7 por cento. Quem nunca foi além dos 2%, não está preocupado.
 
É tempo de reconhecer o mérito e agradecer a governos atrás de governos que fizeram tudo o que era possível para não habituar mal os portugueses. A todos os executivos que mantiveram Portugal em crise desde 1143 até hoje, muito obrigado. Agora, somos o povo da Europa que está mais bem preparado para fazer face às dificuldades.
 
Publicado por bomsensoamiguinhos às 18:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 3 de Janeiro de 2009

Sociedade - Desemprego

SOL

sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx

 
Trabalho
 
Maior corrida de sempre aos centros de emprego
 
Por Luís Reis Ribeiro
 
Os centros do Ministério do Trabalho receberam mais de 600 mil inscrições de desempregados em 2008, mais 12% do que em 2007.
 
É o valor mais alto de sempre e reflecte o agravamento da crise.
 
Fim de contratos a prazo e despedimento são as principais razões

 

Mais de 50 mil inscrições de desempregados por mês, um total superior a 600 mil casos em 2008: os centros de emprego do Ministério do Trabalho receberam, no ano que terminou, o maior número de sempre de pedidos de apoio (procura de trabalho e de formação, pedidos de subsídio de desemprego), sinal do agravamento veloz de uma crise que deverá assumir proporções ainda mais graves em 2009, referem os principais observadores.

 

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) terá recebido, em 2008, uma média de 50 mil pedidos de desempregados por mês. Principais motivos: a precariedade do contrato e o despedimento. As novas regras (mais exigentes) do subsídio de desemprego,  em vigor desde início de 2007, contribuíram para o acréscimo homólogo, pois reduziram o fluxo de desempregados em 2007. Mas, comparando com 2006, antes das novas regras surtirem efeito, o desemprego já está a subir de forma significativa.
 
sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 18:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2009

Portugal - Presidente da República - Mensagem de Ano Novo do Presidente da República

Mensagem de Ano Novo do Presidente da República

 

 

 

 

 

www.presidencia.pt/

 

Boa Noite,
 
No início deste novo ano, dirijo a todos os Portugueses, onde quer que estejam, uma saudação calorosa e os melhores votos para 2009.
 
Quero começar por dirigir uma palavra especial de solidariedade a todos os que se encontram em situações particularmente difíceis, porque sofreram uma redução inesperada dos seus rendimentos.
 
A estes homens e a estas mulheres, que sofrem em silêncio, e que até há pouco tempo nem sequer imaginavam poder vir a encontrar-se na situação que agora atravessam, quero dizer-lhes, muito simplesmente: não se deixem abater pelo desânimo.
 
O mesmo digo aos jovens que, tendo terminado os seus estudos, vivem a angústia de não conseguirem um primeiro emprego: acreditem nas vossas capacidades, não percam a vontade de vencer.
 
Quero também lembrar dois outros grupos da nossa sociedade que são frequentemente esquecidos e que vivem tempos difíceis.
 
Os pequenos comerciantes, que travam uma luta diária pela sobrevivência. O pequeno comércio deve merecer uma atenção especial porque constitui a única base de rendimento de muitas famílias.
 
Os agricultores, aqueles que trabalham a terra, que enfrentam a subida do preço dos adubos, das rações e de outros factores de produção.
 
Sentem-se penalizados face aos outros agricultores europeus por não beneficiarem da totalidade dos apoios disponibilizados pela União Europeia.
 
O mundo rural faz parte das raízes da nossa identidade colectiva. A sua preservação é fundamental para travar o despovoamento do interior e para garantir a coesão territorial do País.

Portugueses,
Não devo esconder que 2009 vai ser um ano muito difícil.
Receio o agravamento do desemprego e o aumento do risco de pobreza e exclusão social.
Devo falar verdade.
 
A verdade é essencial para a existência de um clima de confiança entre os cidadãos e os governantes.
 
É sabendo a verdade, e não com ilusões, que os portugueses podem ser mobilizados para enfrentar as exigências que o futuro lhes coloca.
 
A crise financeira internacional apanhou a economia portuguesa com algumas vulnerabilidades sérias.
 
A crise chegou quando Portugal regista oito anos consecutivos de afastamento em relação ao desenvolvimento médio dos seus parceiros europeus.
Há uma verdade que deve ser dita: Portugal gasta em cada ano muito mais do que aquilo que produz.
 
Portugal não pode continuar, durante muito mais tempo, a endividar-se no estrangeiro ao ritmo dos últimos anos.
 
Para quem ainda tivesse dúvidas, a crise financeira encarregou-se de desfazê-las.
Como é sabido, quando a possibilidade de endividamento de um País se esgota, só resta a venda dos bens e das empresas nacionais aos estrangeiros.
 
Os portugueses devem também estar conscientes de que dependemos muito das relações económicas com o exterior.
 
Não são apenas as exportações e as importações de bens.
 
São as remessas dos nossos emigrantes, o turismo, os apoios da União Europeia, o investimento estrangeiro, os empréstimos externos que Portugal tem de contrair anualmente.
 
Para tudo isto, é importante a credibilidade que merece a nossa política interna, as perspectivas futuras do País, a confiança que o exterior tem em nós.
 
Devemos, por isso, ser exigentes e rigorosos connosco próprios, cuidar da imagem do País que projectamos no mundo.
 
Caso contrário, tudo será mais difícil.
 
Não escondo a verdade da situação difícil em que o País se encontra.
 
Mas também não escondo a minha firme e profunda convicção de que há um caminho para Portugal sair da quase estagnação económica em que tem estado mergulhado.
 
O caminho é estreito, mas existe. E está ao nosso alcance.
 
Para ele tenho insistentemente chamado a atenção.
 
O reforço da capacidade competitiva das nossas empresas a nível internacional e o investimento nos sectores vocacionados para a exportação têm de ser uma prioridade estratégica da política nacional.
 
Sem isso, é pura ilusão imaginar que haverá verdadeiro progresso económico e social, criação duradoura de emprego e melhoria do poder de compra dos salários.
 
Sem isso, não conseguiremos pôr fim ao crescimento explosivo da dívida externa.
 
As ilusões pagam-se caras.
 
Por outro lado, temos de reduzir a ineficiência e a dependência do exterior em matéria de energia.
 
Assim como temos de alterar a estrutura da produção nacional, no sentido de mais qualidade, inovação e conteúdo tecnológico.
 
Os dinheiros públicos têm de ser utilizados com rigor e eficiência.
 
Há que prestar uma atenção acrescida à relação custo-benefício dos serviços e investimentos públicos.
 
Para que o nosso futuro seja melhor, para que os nossos filhos e netos não recebam uma herança demasiado pesada, exige-se a todos trabalho e determinação, sentido de responsabilidade, ponderação nas decisões e prudência nas escolhas.
 
Há que enfrentar as dificuldades do presente com visão de futuro, olhando para além do ano de 2009.

Portugueses,
Conheço os desafios que Portugal enfrenta e quero contribuir para a construção de um futuro melhor.
 
Tenho percorrido o País e contactado directamente com as pessoas.
 
Tenho procurado mobilizar os portugueses, apelando à união de esforços, incutindo confiança e vontade de vencer, apontando caminhos e oportunidades que sempre existem em tempo de crise.
 
Tenho insistido na atenção especial que deve ser prestada aos cidadãos mais atingidos pelo abrandamento da actividade económica.
 
Tenho apelado ao espírito de entreajuda em relação aos mais desfavorecidos.
 
Aos Portugueses, pede-se muito neste ano que agora começa.
 
Mas, na situação em que o País se encontra, especiais responsabilidades impendem sobre as forças políticas.
Os portugueses gostariam de perceber que a agenda da classe política está, de facto, centrada no combate à crise.
 
As dificuldades que o País enfrenta exigem que os agentes políticos deixem de lado as querelas que em nada contribuem para melhorar a vida dos que perderam o emprego, dos que não conseguem suportar os encargos da prestação das suas casas ou da educação dos seus filhos, daqueles que são obrigados a pedir ajuda para as necessidades básicas da família.
 
Não é com conflitos desnecessários que se resolvem os problemas das pessoas.
 
Nesta fase da vida do País, devemos evitar divisões inúteis.
 
Vamos precisar muito uns dos outros.

Portugueses,
Já passámos por outras situações bem difíceis. Não nos resignámos e fomos capazes de vencer.
 
O mesmo vai acontecer agora. Tenho esperança e digo-o com sinceridade.
 
Cada um deve confiar nas suas competências, nas suas aptidões e capacidades.
 
Este é o tempo de resistir às dificuldades, aos obstáculos, às ameaças com que cada um pode ser confrontado.
 
Não tenham medo.
 
O futuro é mais do que o ano que temos pela frente.
 
O futuro será 2009, mas também os anos que a seguir vierem.
 
Acredito num futuro melhor e mais justo para Portugal, porque acredito na vontade e no querer do nosso povo.
 
Para todos, Bom Ano de 2009.

 

www.presidencia.pt/

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 22:24
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Bomsenso - Crise Nacional e Global - Pensamento do Momento

  
Tudo indica que o Ano de 2009
vai entrar com muitos problemas…
Económicos, Financeiros, Sociais …
a nível nacional e a nível global.
 
Portugal,
terá certamente que se ajustar...
Definir um Rumo Muito Claro
a Bem das Gerações Futuras.
 
O Nosso País precisa de Muitos Pequenos Passos
Todos com uma Mesma Direcção e Sentido.
 
Não devemos duvidar das capacidades dos portugueses
que já têm dado provas suficientes de que são capazes
sempre a que a isso se dispõem ...
quando surge uma determinada vontade...
ou quando a necessidade assim os obriga....
 
Temos de facto problemas!
Encontro 

Algum Desanimo tanto no Litoral como no Interior...

Falta uma definição clara e bem delineada
dum verdadeiro rumo... com objectivos realistas...
Demasiada ignorância e desinteresse,
Algum oportunismo...,
Enorme desperdício de oportunidades...
Fraca vontade de dar exemplos claros e inequívocos
a estes cerca de dez milhões portugueses
no sentido de os motivar a caminhar todos no mesmo sentido
criando e incutindo mentalidades menos egoístas...
em que muitos se acham apenas com direitos
sem qualquer sentido de obrigações...
 
A História mostra-nos que neste País
tivemos momentos Altos e momentos muito Maus…
contudo também nos prova e revela
--> que é nos momentos altos que a ostentação exagerada
nos leva ao desperdício total não se prevenindo o futuro...
--> que é nos momentos de dificuldade
que por vezes a necessidade e a imaginação
nos ajuda a inverter o percurso.
 
Em fim...
talvez a nossa História tenha ainda muito mais para nos ENSINAR
se tivermos disposição e vontade para APRENDER
em vez de apenas dizer mal por DIZER
e desdenhar por DESDENHAR...
 
30 de Dezembro de 2008  0:15
Anilady

 bomsensoamiguinhos@sapo.pt

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 00:20
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 27 de Dezembro de 2008

Crise - Económica Internacional - Nobel da Economia - Paul Krugman

 

IOL Diário

diario.iol.pt/economia/nobel-krugman-crise-financeira-madoff-turbulencia-obama/1026951-4058.html

 

O economista Paul Krugman, mais recente prémio Nobel da Economia, acredita que o fim da actual crise está «distante».

 

De acordo com a agência Lusa, o especialista antevê o surgimento de novos escândalos financeiros como o de Bernard Madoff e de mais nacionalizações de bancos.
 
Em entrevista à rádio espanhola Cadena Ser, Paul Krugman afirma que «a crise é pior do que inicialmente pensado» e acredita que a actual crise será a pior desde a depressão de 1932.
 
O Nobel da Economia considerou ainda muito provável a revelação de novos escândalos como a fraude de 50 mil milhões de dólares (35,6 mil milhões de euros) de Bernard Madoff.
 
«Quase de certeza que vamos ver mais situações deste tipo, porque quando a casa cai encontram-se esqueletos nos armários», afirmou.
 
Paul Krugman descreveu ainda como «necessária» a decisão da baixa das taxas de juro pela Reserva Federal dos Estados Unidos para um intervalo entre 0 e 0,25 por cento, afirmando que «a melhor forma de evitar uma depressão deste tipo é responder cedo e com agressividade».
 
As dificuldades de Obama
 
O economista considerou ainda que o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, não terá uma tarefa fácil no futuro imediato e mostrou a sua preocupação quanto à rapidez da aplicação do pacote de medidas avançadas por Obama para revitalizar o mercado de trabalho e criar emprego.
 
«É muito difícil implementar um programa deste tipo em menos de seis meses», disse.
 
Paul Krugman acredita também que a administração de George W. Bush não tem ajudado muito na resolução dos problemas e considera que Bush não foi um bom presidente «nem do ponto de vista económico, nem de qualquer outro ponto de vista».

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 15:10
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

Crise Económica Internacional

 JORNAL DIÁRIO

jornaldigital.com/noticias.php

 

Segundo Sócrates, 2009 vai ser o «cabo das Tormentas»
2008-12-19 15:13:59

 

 

Lisboa – Segundo declarações de hoje, o primeiro-ministro José Sócrates considerou que o próximo ano vai ser o «Cabo das Tormentas» da crise económica internacional e exigirá «rapidez na acção» sem ortodoxias por parte do Governo.

 

O primeiro-ministro falava num seminário promovido pelo Diário Económico, subordinado ao tema «Como crescer em tempo de crise», discursando de improviso cerca de 50 minutos, José Sócrates vincou a ideia que, perante a actual crise internacional, «é preciso agir sem ortodoxia e sem ideias feitas».

«É preciso estar com a mente aberta para responder aos problemas e não para responder às necessidades da nossa ideologia. Precisamos de ter mente aberta e não ficarmos reféns da ideologia ou das respostas clássicas, porque problemas novos exigem respostas novas», sustentou o primeiro-ministro.

José Sócrates considerou em seguida que se exige aos governos «respostas para amanhã e não para o médio prazo».

«Exige-se rapidez na acção. Provavelmente ninguém aqui estará interessado em saber o que acontecerá daqui a dois anos. E a verdade é que há boas razões para essa atitude, porque o Cabo das Tormentas, o momento mais difícil, vai ser justamente 2009», declarou, perante uma plateia maioritariamente constituída por empresários.

Sócrates disse ainda que Portugal «será um dos poucos países da zona euro que cumprirá o seu objectivo orçamental em 2008».
(c) PNN Portuguese News Network

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:52
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Domingo, 21 de Dezembro de 2008

Economia - Depressão Mundial

SOL

Domingo, 21 Dezembro 2008

sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx

Governador

 
 
Banco de Espanha admite «grande depressão» mundial
 
A incerteza sobre a Economia mundial é actualmente «total» e existem possibilidades de uma «grande depressão» global, previu hoje o Governador do Banco de Espanha, Miguel Ángel Fernandez Ordoñez

 

«A falta de confiança é total. O mercado interbancário não funciona e gera ciclos viciosos: os consumidores não consomem, os empresários não contratam, os investidores não investem e os bancos não emprestam», afirmou ao jornal El País.

Segundo o responsável, «existe uma paralisia quase total à qual ninguém escapa».

O governador do Banco de Espanha considera que a retoma económica global, que foi antecipada para o fim 2009 ou início 2010, pode ser atrasada por «falta de confiança».

Uma retoma relativamente rápida é possível graça à queda do preço do petróleo e à baixa das taxas, reconhece Ordoñez, que admite no entanto a possibilidade de um ciclo vicioso que aprofunde a falta de liquidez no sistema.

«Isso levar-nos-ia perante uma grande depressão, que não é de excluir», afirmou.

A crise financeira actual é «a mais grave desde a Grande Depressão» de 1929, sublinhou ainda o responsável, para quem as previsões do Fundo Monetário Internacional - que fixa numa quebra de 0,3 por cento do Produto Interno Bruto dos países desenvolvidos em 2009 depois de ter fixado em 1,4 por cento para este ano - são «bastante razoáveis».

Segundo o governador do Banco de Espanha, será «lógico» que o conselho dos governadores do Banco Central Europeu, onde tem assento, decida na próxima reunião de Janeiro uma nova baixa das taxas, caso se verifique, «entre outras variáveis», que a inflação se situe «claramente» nos dois por cento.
Lusa/SOL

  

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 21:50
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

Euribor - Economia

TSF

Fonte: tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx

Taxas Euribor ao mais baixo desde Julho 2006

Hoje às 12:00
As taxas Euribor, praticadas pelos bancos nos empréstimos de dinheiro entre si, mantiveram, esta quinta-feira, a tendência descendente em todos os prazos, com a taxa a três meses a cair para o mais baixo nível desde Julho de 2006.
A taxa Euribor a três meses, uma das indexantes do crédito à habitação em Portugal, desceu 0,030 pontos percentuais para 3,125 por cento, o seu mais baixo nível desde o dia 21 de Julho de 2006, precisa a Federação Europeia dos Bancos.
A taxa a seis meses, principal indexante do crédito hipotecário, caiu 0,041 pontos percentuais para 3,202 por cento.
A taxa a 12 meses baixou 0,043 pontos percentuais para 3,290 por cento.
As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de bancos está  disposto a emprestar dinheiro no mercado interbancário.
Com o aprofundamento da crise financeira, os bancos tinham deixado de se emprestar dinheiro mutuamente, "secando" o mercado e levando a um encarecimento dos custos do crédito.
Fonte: TSF
Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:36
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

Portugal - consumo - Crise - Famílias

TSF 

                                                                            Fonte: tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx

crise financeira

 


Famílias portuguesas estão a alterar hábitos de uso do crédito

Hoje às 11:44

 As famílias portuguesas estão a alterar o comportamento perante a crise, recorrendo mais ao crédito para artigos para o lar, em detrimento das habituais opções, como o automóvel. No entanto, esta opção não vem alterar o risco de maior endividamento.
 

Devido à crise internacional, está-se a assistir a uma alteração no comportamento das famílias portuguesas com estas a voltarem-se para o crédito especializado para aquisição de artigos para o lar e menos para o crédito pessoal e automóvel, indicou, esta quinta-feira a Associação de Instituições de Crédito Especializado (ASFAC).

 

A secretária-geral da ASFAC, Susana Albuquerque, acrescentou que «o crédito especializado para aquisição de artigos para o lar vai crescer em Portugal até ao final de 2008» enquanto que os demais tipos de crédito têm registado evoluções negativas.

 

«Ao longo do próximo ano a tendência de evolução aponta para uma redução global no crédito especializado concedido», devido não só ao facto de Portugal ser um mercado «mais maduro», mas também porque as taxas de endividamento, que oscilam entre os 10 a 15 por cento, ao ano, «não serem possíveis de manter», sublinhou.

 

No entanto, a responsável do Gabinete de Apoio ao Sobrendividamento da Deco, Natália Nunes, deixa um aviso às famílias portuguesas para que, independentemente do tipo de crédito ao consumo optem por este tipo de financiamento «de forma pontual e ponderada para não aumentarem o seu endividamento para lá dos limites prudenciais».

 

Para a Deco, as famílias devem fazer sempre um orçamento, procurar ter como objectivo poupar cinco a seis vezes o rendimento mensal, por forma a terem «um pé de meia» e «aprender a viver com o que têm», devendo ver o crédito como um complemento para situações «bem ponderadas»

 FONTE:  TSF 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:16
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

Contagem a partir do dia 17 de Dez de 2008

------------------------------

Deixe a Sua Sugestão...Opinião...Mensagem... ! :-)

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

ENVIE AS SUAS SUGESTÕES: Bomsensoamiguinhos@sapo.pt

PENSAMENTO DO MOMENTO Anilady

Mercados Financeiros: Esp...

Pensamento - Investir na ...

Foi com Surpresa e Enorme...

Bomsenso - Crise Naciona...

O que é a Ética?

Bomsenso - Ética e Mentir...

Bomsenso - GUERRA - GAZA ...

Bomsenso - Dívida Externa...

TAGS

portugal(252)

actualidade(125)

2010(105)

crise(93)

2009(71)

crise económica(66)

pensamento(65)

economia(61)

portugueses(60)

vídeo(54)

cultura(53)

lisboa(52)

história(50)

crise financeira(49)

ciência(48)

2011(46)

videos(44)

portugal-bem(43)

português(43)

presidente da república(43)

conhecer portugal(40)

provérbio(40)

política(38)

actualidade política(37)

citações(37)

pensamentos(37)

cavaco silva(36)

interesse geral(33)

cavaco(31)

viajar cá dentro(31)

património(30)

turismo(30)

saúde(28)

democracia(27)

conhecimento(26)

foto(26)

frases(26)

música(26)

politicos(26)

recessão(26)

viagens(22)

desemprego(21)

estado da nação(21)

europa(21)

frase(21)

tourist(21)

25 de abril(20)

ética(20)

global(20)

investigação(20)

presidente(20)

arte(19)

obama(19)

actualidade económica(18)

fotos(18)

lisbon(18)

poesia(18)

portuguesa(18)

sociedade(18)

conduta(17)

eua(17)

finanças(17)

histórico(17)

neve(17)

poema(17)

porto(17)

portugueses em destaque(17)

revolução(17)

sismo(17)

ue(17)

barack obama(16)

crise politica(16)

frio(16)

cravos(15)

economia real(15)

educação(15)

escritor(15)

história de portugal(15)

movimento(15)

opinião(15)

revolução dos cravos(15)

terramoto(15)

1974(14)

imprensa(14)

militares(14)

photos(14)

poeta(14)

vermelhos(14)

bomsensoamiguinhos(13)

crianças(13)

défice(13)

desconfiança(13)

eleições(13)

forças armadas(13)

mapa(13)

cinema(12)

guerra(12)

museu(12)

otelo saraiva carvalho(12)

photo(12)

todas as tags

PESQUISAR NO BLOG:

 
blogs SAPO
RSS