Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

ARQUIVO

PESQUISAR NO BLOG:

 

POST RECENTES

João Lopes comenta a estr...

Morreu António Feio

Marvão considerada uma da...

Poesia e Jaz - Clube Lite...

Corrupção: Crime sem cast...

Cavaco Silva, realçou hoj...

António Feio - Mensagem P...

Rosa Lobato Faria, morreu...

Exposição "Encompassing t...

Parabéns Senhor President...

Porto: Feira do Livro nos...

Feira do Livro de Lisboa ...

Portugal - Brasão da Repú...

Gulbenkian - Temporada Gu...

Pablo Picasso

Portugal - Porto - Patimó...

Megalitico - Portugal

Junta de Freguesia da Bei...

Projecto Matemática Ensin...

FADO - MARIZA

Portugal - Que Misão! (Eu...

EXPOSIÇÃO - FUNDAÇÃO DE S...

Crise - Cultura - Preside...

Capital do Brasil - Brasí...

Poema - Ser Português - P...

Portugal - Lisboa - músic...

SARAMAGO - OBAMA - Donde ...

Obama - Tomada de Posse e...

Mar dos Açores: o segredo...

Poema - FERNANDO PESSOA -...

Portugueses em Destaque n...

História - Faz Hoje Anos ...

Cultura - Arte - Dois por...

Cinema - TOP - filmes mai...

PortoCartoon: World Festi...

Portugal deixa morrer pat...

Louis Braille - Bicentená...

Cultura - Arte - Escultur...

Euro - Evento - Exposição

Cultura - Curiosidades

Cultura - Escritor - Lobo...

Cultura - Escritor - Antó...

Cultura - Dramaturgo - Pe...

Cultura - Literatura - Sa...

Cultura - Arte - Leonardo...

Portugal - Lisboa - Cultu...

Cultura - Arte - Quadro d...

Cultura - Música - Concer...

Pensamento - Cultura

Cultura - Cinema - Manoel...

LINKS

PESQUISAR NO BLOG:

 

Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

Portugal - Lisboa - música (Fado Mouraria) por Rao Kyao

 LISBOA

 

 

 

 Fotografia de Lisboa, música (Fado Mouraria) por Rao Kyao

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 08:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

SARAMAGO - OBAMA - Donde saiu este homem?

 

O CADERNO DE SARAMAGO

 

 

« Obama
Donde?

By José Saramago

 

Donde saiu este homem? Não peço que me digam onde nasceu, quem foram os seus pais, que estudos fez, que projecto de vida desenhou para si e para a sua família. Tudo isso mais ou menos o sabemos, tenho aí a sua autobiografia, livro sério e sincero, além de inteligentemente escrito. Quando pergunto donde saiu Barack Obama estou a manifestar a minha perplexidade por este tempo que vivemos, cínico, desesperançado, sombrio, terrível em mil dos seus aspectos, ter gerado uma pessoa (é um homem, podia ser uma mulher) que levanta a voz para falar de valores, de responsabilidade pessoal e colectiva, de respeito pelo trabalho, também pela memória daqueles que nos antecederam na vida. Estes conceitos que alguma vez foram o cimento da melhor convivência humana sofreram por muito tempo o desprezo dos poderosos, esses mesmos que, a partir de hoje (tenham-no por certo), vão vestir à pressa o novo figurino e clamar em todos os tons: “Eu também, eu também.” Barack Obama, no seu discurso, deu-nos razões (as razões) para que não nos deixemos enganar. O mundo pode ser melhor do que isto a que parecemos ter sido condenados. No fundo, o que Obama nos veio dizer é que outro mundo é possível. Muitos de nós já o vinhamos dizendo há muito. Talvez a ocasião seja boa para que tentemos pôr-nos de acordo sobre o modo e a maneira. Para começar.
 
This entry was posted on Janeiro 20, 2009 at 8:39 pm and is filed under O Caderno de Saramago.

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 09:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | VER COMENTÁRIOS (2) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Obama - Tomada de Posse em Washington - Vídeo - DISCURSO DE OBAMA NA ÍNTEGRA

 

Terça-Feira, 20 de Janeiro de 2009

 

OBAMA

O Primeiro Presidente Afro-Americano 

Embedded video from CNN Video

 

 

Embedded video from CNN Video

 

The 1861 Lincoln Inaugural Bible against the backdrop of the Main Reading Room of the Library of Congress.

The 1861 Lincoln Inaugural Bible against the backdrop of the Main Reading Room of the Library of Congress.

 

 

 

DISCURSO DE OBAMA NA ÍNTEGRA

 

(VERSÃO EM INGLÊS)

 

Embedded video from CNN Video

 

 
'My fellow citizens:
 
I stand here today humbled by the task before us, grateful for the trust you have bestowed, mindful of the sacrifices borne by our ancestors. I thank President Bush for his service to our nation, as well as the generosity and cooperation he has shown throughout this transition. Forty-four Americans have now taken the presidential oath. The words have been spoken during rising tides of prosperity and the still waters of peace.
 
Yet, every so often the oath is taken amidst gathering clouds and raging storms. At these moments, America has carried on not simply because of the skill or vision of those in high office, but because We the People have remained faithful to the ideals of our forbearers, and true to our founding documents. So it has been. So it must be with this generation of Americans. That we are in the midst of crisis is now well understood.
Our nation is at war, against a far-reaching network of violence and hatred. Our economy is badly weakened, a consequence of greed and irresponsibility on the part of some, but also our collective failure to make hard choices and prepare the nation for a new age. Homes have been lost; jobs shed; businesses shuttered. Our health care is too costly; our schools fail too many; and each day brings further evidence that the ways we use energy strengthen our adversaries and threaten our planet. These are the indicators of crisis, subject to data and statistics.
 
Less measurable but no less profound is a sapping of confidence across our land - a nagging fear that America's decline is inevitable, and that the next generation must lower its sights. Today I say to you that the challenges we face are real.
 
They are serious and they are many. They will not be met easily or in a short span of time. But know this, America - they will be met. On this day, we gather because we have chosen hope over fear, unity of purpose over conflict and discord. On this day, we come to proclaim an end to the petty grievances and false promises, the recriminations and worn out dogmas, that for far too long have strangled our politics. We remain a young nation, but in the words of Scripture, the time has come to set aside childish things.
 
The time has come to reaffirm our enduring spirit; to choose our better history; to carry forward that precious gift, that noble idea, passed on from generation to generation: the God-given promise that all are equal, all are free, and all deserve a chance to pursue their full measure of happiness.
 
In reaffirming the greatness of our nation, we understand that greatness is never a given. It must be earned. Our journey has never been one of short-cuts or settling for less. It has not been the path for the faint-hearted - for those who prefer leisure over work, or seek only the pleasures of riches and fame. Rather, it has been the risk-takers, the doers, the makers of things - some celebrated but more often men and women obscure in their labor, who have carried us up the long, rugged path towards prosperity and freedom.
 
For us, they packed up their few worldly possessions and traveled across oceans in search of a new life. For us, they toiled in sweatshops and settled the West; endured the lash of the whip and plowed the hard earth. For us, they fought and died, in places like Concord and Gettysburg; Normandy and Khe Sahn. Time and again these men and women struggled and sacrificed and worked till their hands were raw so that we might live a better life. They saw America as bigger than the sum of our individual ambitions; greater than all the differences of birth or wealth or faction.
 
This is the journey we continue today. We remain the most prosperous, powerful nation on Earth. Our workers are no less productive than when this crisis began. Our minds are no less inventive, our goods and services no less needed than they were last week or last month or last year. Our capacity remains undiminished. But our time of standing pat, of protecting narrow interests and putting off unpleasant decisions - that time has surely passed. Starting today, we must pick ourselves up, dust ourselves off, and begin again the work of remaking America. For everywhere we look, there is work to be done.
 
The state of the economy calls for action, bold and swift, and we will act - not only to create new jobs, but to lay a new foundation for growth. We will build the roads and bridges, the electric grids and digital lines that feed our commerce and bind us together. We will restore science to its rightful place, and wield technology's wonders to raise health care's quality and lower its cost. We will harness the sun and the winds and the soil to fuel our cars and run our factories. And we will transform our schools and colleges and universities to meet the demands of a new age. All this we can do. And all this we will do.
 
Now, there are some who question the scale of our ambitions - who suggest that our system cannot tolerate too many big plans.
 

 

Their memories are short. For they have forgotten what this country has already done; what free men and women can achieve when imagination is joined to common purpose, and necessity to courage. What the cynics fail to understand is that the ground has shifted beneath them - that the stale political arguments that have consumed us for so long no longer apply.
 
The question we ask today is not whether our government is too big or too small, but whether it works - whether it helps families find jobs at a decent wage, care they can afford, a retirement that is dignified. Where the answer is yes, we intend to move forward. Where the answer is no, programs will end. And those of us who manage the public's dollars will be held to account - to spend wisely, reform bad habits, and do our business in the light of day - because only then can we restore the vital trust between a people and their government. Nor is the question before us whether the market is a force for good or ill.
 
Its power to generate wealth and expand freedom is unmatched, but this crisis has reminded us that without a watchful eye, the market can spin out of control - and that a nation cannot prosper long when it favors only the prosperous. The success of our economy has always depended not just on the size of our Gross Domestic Product, but on the reach of our prosperity; on our ability to extend opportunity to every willing heart - not out of charity, but because it is the surest route to our common good. As for our common defense, we reject as false the choice between our safety and our ideals.
 
Our Founding Fathers, faced with perils we can scarcely imagine, drafted a charter to assure the rule of law and the rights of man, a charter expanded by the blood of generations. Those ideals still light the world, and we will not give them up for expedience's sake. And so to all other peoples and governments who are watching today, from the grandest capitals to the small village where my father was born: know that America is a friend of each nation and every man, woman, and child who seeks a future of peace and dignity, and that we are ready to lead once more.
 
Recall that earlier generations faced down fascism and communism not just with missiles and tanks, but with sturdy alliances and enduring convictions. They understood that our power alone cannot protect us, nor does it entitle us to do as we please. Instead, they knew that our power grows through its prudent use; our security emanates from the justness of our cause, the force of our example, the tempering qualities of humility and restraint. We are the keepers of this legacy. Guided by these principles once more, we can meet those new threats that demand even greater effort - even greater cooperation and understanding between nations.
 
We will begin to responsibly leave Iraq to its people, and forge a hard-earned peace in Afghanistan. With old friends and former foes, we will work tirelessly to lessen the nuclear threat, and roll back the specter of a warming planet. We will not apologize for our way of life, nor will we waver in its defense, and for those who seek to advance their aims by inducing terror and slaughtering innocents, we say to you now that our spirit is stronger and cannot be broken; you cannot outlast us, and we will defeat you. For we know that our patchwork heritage is a strength, not a weakness.
 
We are a nation of Christians and Muslims, Jews and Hindus - and non-believers. We are shaped by every language and culture, drawn from every end of this Earth; and because we have tasted the bitter swill of civil war and segregation, and emerged from that dark chapter stronger and more united, we cannot help but believe that the old hatreds shall someday pass; that the lines of tribe shall soon dissolve; that as the world grows smaller, our common humanity shall reveal itself; and that America must play its role in ushering in a new era of peace.
 
To the Muslim world, we seek a new way forward, based on mutual interest and mutual respect. To those leaders around the globe who seek to sow conflict, or blame their society's ills on the West - know that your people will judge you on what you can build, not what you destroy. To those who cling to power through corruption and deceit and the silencing of dissent, know that you are on the wrong side of history; but that we will extend a hand if you are willing to unclench your fist.
 
To the people of poor nations, we pledge to work alongside you to make your farms flourish and let clean waters flow; to nourish starved bodies and feed hungry minds. And to those nations like ours that enjoy relative plenty, we say we can no longer afford indifference to suffering outside our borders; nor can we consume the world's resources without regard to effect. For the world has changed, and we must change with it.
 
This is the meaning of our liberty and our creed - why men and women and children of every race and every faith can join in celebration across this magnificent mall, and why a man whose father less than sixty years ago might not have been served at a local restaurant can now stand before you to take a most sacred oath. So let us mark this day with remembrance, of who we are and how far we have traveled. In the year of America's birth, in the coldest of months, a small band of patriots huddled by dying campfires on the shores of an icy river. The capital was abandoned. The enemy was advancing. The snow was stained with blood.
 
At a moment when the outcome of our revolution was most in doubt, the father of our nation ordered these words be read to the people:
 
'Let it be told to the future world...that in the depth of winter, when nothing but hope and virtue could survive...that the city and the country, alarmed at one common danger, came forth to meet [it].'
 
America. In the face of our common dangers, in this winter of our hardship, let us remember these timeless words. With hope and virtue, let us brave once more the icy currents, and endure what storms may come. Let it be said by our children's children that when we were tested we refused to let this journey end, that we did not turn back nor did we falter; and with eyes fixed on the horizon and God's grace upon us, we carried forth that great gift of freedom and delivered it safely to future generations.'
 
In his speech Tuesday, President Obama said America must play its role in ushering in a new era of peace.
 
 OBAMA

 

 

Embedded video from CNN Video

 

Embedded video from CNN Video

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 21:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | VER COMENTÁRIOS (2) | Adicionar aos favoritos

Mar dos Açores: o segredo da origem da vida - Investigação: Fontes hidrotermais profundas

 

CIÊNCIA - INVESTIGAÇÃO

 

Correio da Manhã

Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009 - 2:32

 

03 Janeiro 2009 - 00h30
 
Investigação: Fontes hidrotermais profundas

 

 Hidrotermalismo de baixa profundidade é explorado no monte submarino D. João de Castro (Açores)
Hidrotermalismo de baixa profundidade
é explorado no monte submarino D. João de Castro (Açores)
 
 

 

 

 

Mar dos Açores: o segredo da origem da vida
 

Não dispomos de uma máquina do tempo que nos permita saber tudo sobre a origem da vida. Para animais e plantas, sobretudo para as que têm partes duras, temos o registo fóssil, mas para os primeiros microrganismos, seres unicelulares, não é tão simples obter pistas.
 

Pouco nos dizem como seria o ancestral comum a todos os seres vivos, que se crê ser um organismo amante do calor como as arqueas hipertermófilas (microrganismos unicelulares que, à semelhança das bactérias, não têm núcleo), que vivem nas fontes hidrotermais submarinas. Os cientistas acreditam que pelo estudo da vida nestas estruturas, que se encontram nas hidrotermais açorianas, se possa explicar a origem e evolução da vida na Terra.
 
As fontes hidrotermais localizam-se nas zonas de rifte, fossas tectónicas com centenas ou milhares de quilómetros de extensão na forma de um vale alongado com fundo plano. São o resultado dos movimentos combinados de falhas geológicas paralelas ou quase paralelas na planície oceânica, onde se regista um vulcanismo activo.
 
Actualmente, são conhecidas nos Açores cinco fontes hidrotermais (‘Lucky Strike’, descoberta em 1992, ‘Menez Gwen’, em 1994, ‘Rainbow’, em 1997, ‘Saldanha’, em 1998 e ‘Ewan’, em 2006), todas elas localizadas a sul do arquipélago açoriano, e a serem alvo de estudos científicos.
 
NA MIRA DA MEDICINA
 
Um dos objectivos da investigação científica nas fontes hidrotermais de profundidade é encontrar respostas para sectores como a Medicina e a indústria farmacêutica, que procuram descobrir propriedades anticancerígenas nesses organismos, que sobrevivem em condições extremas (libertação de gases e temperaturas elevadas). Ao adaptarem-se às condições dessas fontes, bactérias e outros organismos podem ter desenvolvido moléculas úteis à Medicina ou à indústria. Na biotecnologia, as fontes hidrotermais do mar profundo são vistas como um mundo admirável...
 
NOTAS
ROV 'LUSO'
 
O único equipamento português de prospecção do fundo do mar foi recentemente comprado pelo Ministério da Defesa. O ROV ‘Luso’ pode atingir os 6000 metros.
'ALVIN'
 
O submersível ‘Alvin’, da Infremer, que em 1979 mergulhou pela primeira vez no rifte dos Galápagos em busca de fontes hidrotermais, tem sido um dos mais activos nos Açores.
 
DORSAL MÉDIA OCEÂNICA
 
Nos locais onde as placas tectónicas divergem, produz-se novo fundo do mar. Quando as placas se afastam, criam um rifte (abertura). O magma ascende do manto através do rifte, formando vulcões e criando uma cadeia montanhosa submarina, chamada dorsal média oceânica.
 
ONDE É
 
A Dorsal Média Atlântica, a mais longa do mundo e fica no ponto onde as placas Eurásia e Africana estão a divergir da placa Norte-americana e Sul-americana.
 
Estende-se por 16 mil quilómetros desde o oceano Árctico até depois da extremidade sul da África.
 
É equidistante dos continentes que estão de ambos os lados do Atlântico e ergue-se 2000-4000 metros acima do fundo do mar.
 
Uma cadeia de vulcões percorre a sua extensão, nomeadamente na Islândia, onde uma erupção em 1963 criou uma nova ilha vulcânica, Surtsey. A ilha de Ascenção e os Açores ficam sobre a dorsal.
 
COMO ACONTECE
 
1. A água do mar penetra na crosta terrestre através das falhas que se abrem à medida que o fundo se expande, penetrando vários quilómetros na crusta recém-formada.
 
2. A água fria reage com a rocha quente perto do depósito de magma atingindo 350-400º centígrados.
 
3. Sobreaquecida, a água dissolve minerais das rochas por onde passa, incluindo enxofre, que forma ácido sulfídrico.
 
4. A água quente ascende através das fendas e é expelida pelas fontes sob a forma de névoa quente cheia de minerais.
 
A VIDA A MAIS DE 300º C
 
Aquecida pelo magma a água dissolve os minerais das rochas. Quando sai pelas fontes, é arrefecida pelo mar e faz os minerais separarem-se e formar algo parecido com nuvens de fumo, brancas (sílica e anidrite, um mineral branco) ou negras (partículas de sulfureto); outros minerais depositam-se e formam chaminés, que podem crescer 30 cm por dia.
 
Apesar da alta temperatura, muitos seres ali vivem, sem luz solar, com destaque para os vermes tubiformes. Podem ter dois metros de comprimento e a espessura de um braço humano. Não tem boca nem intestino. Tem dentro de uma bolsa corporal um órgão chamado trofosoma, cheio de aglomerados de bactérias.
 
As plumas branquiais carmesim do verme, que saem de um tubo rígido profundamente enterrado em fendas para se manterem na vertical, recolhem sulfuretos da água das fontes e as bactérias (que chegam a representar mais de metade do peso do corpo) usam-nos para produzir matéria orgânica, que o verme absorve.
 
Mário Gil

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 20:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Poema - FERNANDO PESSOA - ALBERTO CAEIRO - O Meu Olhar

PORTAL DA HISTÓRIA

 

 Fernando Pessoa

 

 Retrato de Fernando Pessoa

 

 

Retrato de Fernando Pessoa.

1954, óleo sobre tela, 2010 x 2010 mm

Museu da Cidade, Lisboa, Portugal

Quadro de Almada Negreiros (1893-1970),

 

  

ESCRITORES E POETAS PORTUGUESES

   

Alberto Caeiro

 

 

O Meu Olhar 

     O meu olhar é nítido como um girassol.
     Tenho o costume de andar pelas estradas
     Olhando para a direita e para a esquerda,
     E de, vez em quando olhando para trás...
     E o que vejo a cada momento
     É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
     E eu sei dar por isso muito bem...
     Sei ter o pasmo essencial
     Que tem uma criança se, ao nascer,
     Reparasse que nascera deveras...
     Sinto-me nascido a cada momento
     Para a eterna novidade do Mundo...

     Creio no mundo como num malmequer,
     Porque o vejo.  Mas não penso nele
     Porque pensar é não compreender ...

     O Mundo não se fez para pensarmos nele
     (Pensar é estar doente dos olhos)                  
     Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...

     Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
     Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
     Mas porque a amo, e amo-a por isso,
     Porque quem ama nunca sabe o que ama
     Nem sabe por que ama, nem o que é amar ...
     Amar é a eterna inocência,
     E a única inocência não pensar...

  

Alberto Caeiro
Fernando Pessoa
 Poeta, 1888 - 1935

 

 Ver imagem em tamanho real

 

 

Fernando Pessoa e seus Heterônimos

 

 

  

 -  Fernando Pessoa

 -  Alberto Caeiro

 -  Ricardo Reis

 -  Álvaro de Campos     

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 16:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

Portugueses em Destaque no Mundo - Saramago e Gonçalo M. Tavares entre 10 melhores autores editados no Brasil

JORNAL DIGITAL

2009-01-16 09:21:32

 

Literatura

Brasil

Saramago e Gonçalo M. Tavares

entre 10 melhores autores editados

 

 

 

Lisboa - Os romances «A Viagem do Elefante», de José Saramago, e «Aprender a Rezar na Era da Técnica», de Gonçalo M. Tavares, estão na lista dos «10 grandes livros» publicados no Brasil em 2008, da revista brasileira Época, avançou a agência Lusa.
Editados pela brasileira Companhia das Letras, os dois romances integram uma lista que inclui títulos como «O Fantasma Sai de Cena», do norte-americano Philip Roth, «O Tigre Branco», de Aravind Adiga, vencedor do Booker Prize 2008, e «O Africano», do prémio Nobel da Literatura 2008, J.M.G. Le Clézio.

As mesmas obras do Nobel da Literatura português e de Gonçalo M. Tavares, vencedor do prémio Portugal Telecom 2007, surgem também na lista dos melhores do ano de outra publicação brasileira, o jornal Zero Hora, acompanhadas de nomes como o também Nobel da Literatura J.M. Coetzee e da vencedora do Man Booker Prize de 2007, Anne Enright.
(c) PNN Portuguese News Network

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 22:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

História - Faz Hoje Anos - Nasceu Martin Luther King, Jr.

CANAL DE HISTÓRIA

 

 

Faz Hoje Anos

 

Nasce Martin Luther King, Jr.
15 de Janeiro 1929


 

 

Martin Luther King, Jr., filho de um ministro baptista, nasceu em Atlanta, Geórgia. Estudou teologia e, em 1955, organizou o primeiro grande protesto do movimento dos direitos civis dos cidadãos afro-americanos: o boicote Montgomery em Alabama. Influenciado por Mahatma Gandhi, intercedeu pela desobediência civil não violenta perante a segregação racial nos Estados Unidos. Os protestos pacíficos que dirigiu nos estados do sul encontraram-se rapidamente com respostas violentas, mas King e os seus seguidores mantiveram-se fiéis às suas crenças e o movimento ganhou fôlego.
 
Orador poderoso, King fez um apelo aos ideais norte-americanos e cristãos, e lentamente foi ganhando o apoio do governo federal e de movimentos brancos do norte.
 
Em 1963 colocou-se à frente de uma marcha maciça até Washington, que atraiu mais de 200.000 cidadãos, e em 1964 foi condecorado com o Prémio Nobel da Paz.
 
Nos finais de 60, King criticou abertamente a implicação do seu país na Guerra do Vietname, e reconduziu os seus esforços em ganhar direitos económicos para os americanos mais pobres.
 
Nessa altura, o movimento de direitos civis começou a fracturar-se com activistas como Stokely Carmichael, que se afastou da visão de King da integração não violenta a favor da dependência dos afro-americanos na autodefesa.
 
Em 1968, King tentou reunificar e reviver o seu movimento mediante uma "Marcha dos pobres" sobre Washington, mas no dia 4 de Abril foi assassinado em Menfis, Tennessee, apenas umas semanas antes da Marcha começar.
 
www.canaldehistoria.pt/pt/360hoy.php
 
 
Publicado por bomsensoamiguinhos às 08:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Domingo, 11 de Janeiro de 2009

Cultura - Arte - Dois portugueses na 53.ª Bienal de Veneza

DIÁRIO DIGITAL

sábado, 10 de Janeiro de 2009 | 02:12  

Cultura
 
Artes: Dois portugueses na 53.ª Bienal de Veneza
 


Os artistas portugueses João Maria Gusmão e Pedro Paiva vão representar Portugal na 53/a Exposição Internacional de Arte - Bienal de Veneza, num projecto comissariado por Natxo Checa, revelou hoje à Agência Lusa o director-geral das Artes.

 

 

De acordo com Jorge Barreto Xavier, a escolha desta equipa - que já recebeu o aval do ministro da Cultura, José António Pinto Ribeiro - visa «reconhecer o valor do trabalho em equipa de três profissionais que ao longo dos últimos sete anos têm trabalhado juntos, e num percurso coerente e muito marcado por linhas singulares e reconhecidas no contexto nacional e internacional».

 

«Esta escolha permite a uma geração mais nova, mas com provas dadas e reconhecidas, o acesso ao circuito da Bienal de Veneza, numa promoção do país, mas também das possibilidades de sedimentação da sua presença internacional para assegurar o sucesso de um projecto que cumpra a exigência desta apresentação e o perfil de contemporaneidade» da representação portuguesa na Bienal de Veneza.
 
 
diariodigital.sapo.pt/news.asp

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 15:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 10 de Janeiro de 2009

Cinema - TOP - filmes mais vistos em 2008

 

 

 

Os filmes mais vistos em 2008

 

www.ica-ip.pt/Admin/Files/Documents/contentdoc1269.pdf

 

 

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 13:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009

PortoCartoon: World Festival de 2009 - Crise é o tema do festival de 2009

 

Porto Cartoon:

Crise é o tema do festival de 2009

 

 


A 11ª edição do PortoCartoon - World Festival de 2009, vai ter como tema "As Crises", anunciou hoje o Museu Nacional da Imprensa, promotor da iniciativa.

O PortoCartoon 2008 foi dedicado aos Direitos Humanos, para assinalar o 60º aniversário da Declaração Universal, e pela primeira vez foi ganho por um cartunista português, Augusto Cid, de "O Sol".

O Museu Nacional da Imprensa, sediado no Porto, anunciou também que Georges Wolinski, um dos mais famosos cartunistas da actualidade, voltará a ser o presidente do júri do festival.

Em Junho passado, Wolinski integrou o grupo de dez artistas que proclamaram o Porto como «capital do cartoon», descerrando um pequeno monumento desenhado por Siza Vieira e implantado na Avenida dos Aliados, frente à Câmara Municipal..

O PortoCartoon é considerado um dos três mais importantes concursos mundiais de cartoon.

No conjunto das dez edições anteriores participaram mais de 4.000 cartunistas, de cerca de uma centena de países.

Lusa
Foto: wikimedia commons
 

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 18:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2009

Portugal deixa morrer património

 

 

Actualidade

 

Portugal deixa morrer património
 
 
Portugal está a deixar cair os seus monumentos mais emblemáticos.
Um terço do Património Mundial precisa de obras urgentes.
 
Alexandra Carita (texto), José Ventura (fotos)
17:50 Domingo, 4 de Jan de 2009

 

 

 

Convento de Cristo: a limpeza da janela manuelina mais importante pode pôr em risco a manutenção da sua estrutura. O Laser seria o método mais aconselhável, mas é o mais caro.

 

 

 

 

 

Sé de Lisboa: no claustro, já não se reconhecem adornos, arcos ou capitéis

 

 

 

 

 

 

Castelo de Monsaraz: a ameaça é um parque de estacionamento

 

 

 

 

 

 

 

Sé de Évora: as janelas da cabeceira do edifício estão a ruir

 

 

 

 

 

Continuação    ---»    aeiou.expresso.pt/portugal_deixa_morrer_patrimonio=f489824

 

 

 

 

Os números do património
  • 3297- imóveis classificados em todo o território português
  • 793- edifícios classificados como Monumentos Nacionais
  • 2085- edifícios estão classificados como imóveis de interesse público
  • 13- classificações de Património Mundial inscritas na lista da UNESCO. Um terço estão em risco

 

27 milhões de euros para os monumentos da Humanidade
Com as campainhas de alarme a soar, as autoridades prometem que 2009 é o ano em que o dinheiro vai começar a chegar. Será mesmo? Para já, o Instituto de Gestão do Património Arquitectónico (IGESPAR) vai contar com 2,8 milhões para iniciar um programa de recuperação dos monumentos portugueses inscritos na lista do Património Mundial da UNESCO. O plano de requalificação conta com uma comparticipação da UE de 55% e é ainda uma parceria do Ministério da Cultura com o Ministério da Economia através do Turismo de Portugal e com as câmaras municipais. Chama-se Rota do Património Mundial, inclui intervenções em cinco edifícios classificados e demorará cinco anos a executar.
 
O Mosteiro da Batalha, a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos, o Mosteiro de Alcobaça e o Convento de Cristo serão os usufrutuários da maior fatia dos ¤25 milhões. As acessibilidades e a envolvente dos edifícios serão o primeiro passo a ter em consideração pelo IGESPAR, que tutela os monumentos património da Humanidade. Mas, a seu tempo, cada um deles será intervencionado.
 
 
 
 
 
 
Portugal Património da Humanidade

1983    Centro Histórico de Angra do Heroísmo, nos Açores

1983    Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém, em Lisboa

1983    Mosteiro da Batalha

1983    Convento de Cristo, em Tomar

1988    Centro Histórico de Évora

1989    Mosteiro de Alcobaça

1995    Paisagem Cultural de Sintra

1996    Centro Histórico do Porto

1998    Sítios Arqueológicos no Vale do Rio Côa

1999    Floresta Laurissilva na Madeira

2001    Centro Histórico de Guimarães

2001    Alto Douro Vinhateiro

2004    Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, nos Açores

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 10:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | VER COMENTÁRIOS (2) | Adicionar aos favoritos
Domingo, 4 de Janeiro de 2009

Louis Braille - Bicentenário do seu Nascimento (1809-1852), inventor de um método de leitura e escrita para cegos

Biblioteca Nacional de Portugal

www.bnportugal.pt/index.php

 

Bicentenário do nascimento de Louis Braille e
inauguração das novas instalações para deficientes visuais na BNP
ABERTURA DAS COMEMORAÇÕES
| 05 de Janeiro de 2009 | 10h00 | BNP | Entrada livre
 
 
Comemora-se, em 2009, o Bicentenário do Nascimento de Louis Braille (1809-1852), cidadão francês, inventor de um método de leitura e escrita para cegos, que viria a tomar o seu nome, o “Sistema de Escrita e Leitura Braille”. O método, que se foi adaptando à generalidade das línguas e grafias, veio a permitir aos deficientes visuais aceder à escolarização normal, à informação e a outros bens culturais, contribuindo definitivamente para a sua integração social e para que possam alcançar os níveis de cidadania dos normovisuais.
 

 

Cont. www.bnportugal.pt/index.php

 

Biblioteca Nacional de Portugal
Serviço de Actividades Culturais
Campo Grande, 83
1749-081 Lisboa
Portugal


Tel. 21 798 20 00
Fax 21 798 21 40
bn@bnportugal.pt

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 
Informações
Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68

Fax 21 798 21 38
rel_publicas@bnportugal.pt

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

  
♦ BNP - Área de Leitura para Deficientes Visuais

 

♦ Programa das Comemorações,
2009-2010
 
♦ A importância da escrita braille
 
♦ Centro Prof. Albuquerque e Castro
 
♦ Louis Braille Bicentennial Website (National Braille Press, US)
 
♦ Comité International pour la Commémoration du Bicentenaire de la Naissance de Louis Braille
 
♦ Musée Louis Braille
 
www.bnportugal.pt/index.php

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 19:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 3 de Janeiro de 2009

Cultura - Arte - Escultura em Mámore - Diana

cultura.sapo.pt/detalhe_museu.aspx

 

Museu Calouste Gulbenkian

 

Diana, Jean-Antoine Houdon (1741-1828), Paris, 1780, Mármore, A. 210 x L. 98 x Prof. 115 cm, Inv.º 1390

 

Diana

 
 
Jean-Antoine Houdon (1741-1828)
Paris, 1780
Mármore
A. 210 x L. 98 x Prof. 115 cm
Inv.º 1390

 
 

Obra-prima da escultura francesa do século XVIII, Houdon conferiu a esta deusa um tratamento original, apresentando-a nua e em movimento de corrida, em contraste com a Diana estática e idealizada dos seus antecessores, vestida de túnica como símbolo de virgindade. Para além dos atributos habituais da deusa Diana – o arco, as flechas e a lua em fase de quarto minguante na cabeça – nesta versão em mármore, por exigência técnica, devido ao peso excessivo do material, Houdon foi obrigado a criar pontos de apoio: um tufo de plantas aquáticas na base e uma aljava para consolidar o braço esquerdo.

Exemplar único em mármore, pertenceu a Catarina II da Rússia, tendo estado exposto no Museu do Ermitage. A sua popularidade advém-lhe de um conjunto de factores, incluindo o do escândalo causado na época pela sua nudez integral, considerada excessiva e inconveniente.

 

 

Museu Calouste Gulbenkian

Avenida de Berna, n.º 45-A - Lisboa
» Telefone: 217823000
» Horário: 3ª-Dom: 10h00-17h45
» EUR 3,00 / Entrada Livre (<12 , >65, C.J., Estudantes, Dom.)
» Web Site:
http://www.museu.gulbenkian.pt

 

Instituída a Fundação Calouste Gulbenkian, em 1956, foi preocupação primeira o cumprimento da disposição testamentária do fundador que exigia a reunião em Lisboa, sede da Fundação, de todas as obras de arte que reunira na sua longa vida. De Paris, Londres e Washington após complexas negociações chegaram a Lisboa as obras daquela que é indiscutivelmente uma das colecções mais importantes reunidas no século XX.

Deste modo, em Outubro de 1969, foi inaugurado no Parque de Santa Gertrudes o Museu Calouste Gulbenkian, monumento da arquitectura portuguesa da segunda metade do século XX, da autoria de Alberto Pessoa, Pedro Cid e Ruy de Athouguia.
A Colecção Gulbenkian é constituída por cerca de 6000 obras, 1030 das quais se encontram permanentemente expostas ao público. O percurso do Museu acompanha das primeiras salas a Arte Egípcia; a Arte Greco-Romana, com particular destaque para a colecção de moedas gregas, a mais importante colecção privada da actualidade; a Arte Islâmica, com o seu notável conjunto de tapetes, faianças e vidros, e a Arte da China e do Japão.

A Arte da Pintura na Europa, dos séculos XV a XIX ocupa igualmente lugar de destaque no Museu, integrando obras de Rogier van der Weyden, Domenico Ghirlandaio, Frans Hals, Rembrandt van Rijn, Peter Paul Rubens, Jean-Honoré Fragonard, Hubert Robert, Édouard Manet e Edgar Degas entre muitos outros. Nas artes ornamentais francesas, os núcleos de Mobiliário e de Ourivesaria são dos mais destacados do Museu. Jóias e vidros de René Lalique, de quem Calouste Gulbenkian foi um encomendador privilegiado, concluem a visita ao Museu Gulbenkian. Igualmente neste núcleo o Museu é referência obrigatória para todos aqueles que desejem conhecer as artes sumptuárias dos finais do século XIX.

 

cultura.sapo.pt/detalhe_museu.aspx

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 10:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2008

Euro - Evento - Exposição

 banco de portugal

www.bportugal.pt/

EXPOSIÇÃO: “EURO, A NOSSA MOEDA” 
  5 a 30 de Janeiro de 2009
  Ministério das Finanças, Lisboa

 

Exposição: “Euro, a nossa moeda”

   

 

A Comissão Europeia, em colaboração com o Banco de Portugal e o Ministério das Finanças e da Administração Pública, apresenta durante o mês de Janeiro de 2009 uma exposição sobre o Euro, associando-se à celebração do 10º Aniversário da União Económica e Monetária e da criação do Euro.

 

A exposição estará patente no Átrio do Ministério das Finanças, na Praça do Comércio, em Lisboa, e pode ser visitada diariamente das 8 às 20 horas, de 5 a 30 de Janeiro de 2009.

 

A entrada é livre.

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 19:04
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

Cultura - Curiosidades

"É verdade que aqui no Hemisfério Sul a água desce pelo ralo sempre no sentido anti-horário e no hemisfério norte acontece o inverso?


Sim

 

No Hemisfério Sul, a água desce pelo ralo sempre no sentido anti-horário.

Se estivéssemos no hemisfério norte, o turbilhão viraria para o lado oposto.

A explicação para este fenômeno foi dada pelo matemático francês Gaspard Gustave de Coriolis (1792-1843).

Ele observou que o percurso dos objetos sofre um leve desvio em sistemas de rotação uniforme, como a Terra.

Nosso planeta gira do oeste para o leste, mas sua velocidade rotacional é muito mais lenta nas extremidades. Por  causa disso, um objeto que se desloca dos pólos para o Equador tenderá a mudar sua trajetória um pouco para oeste. No norte, isto significa virar à direita e no sul, à esquerda. "

 

Guia dos Curiosos

Publicado por bomsensoamiguinhos às 08:05
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Domingo, 28 de Dezembro de 2008

Cultura - Escritor - Lobo Antunes - Prémio Literário

Diário Digital domingo, 28 de Dezembro de 2008 | 14:27

 

 Lobo Antunes: «Livros em Portugal são indecentemente caros»

  

O escritor António Lobo Antunes considerou sábado, no Porto, que os livros em Portugal são «indecentemente caros», referindo que «há países com maior poder de compra, onde são muito mais baratos», como Alemanha, Holanda e Noruega.

  

O autor de «Arquipélago da Insónia», publicado este ano e que já vai na sétima edição, falou durante a cerimónia em que recebeu o Prémio Clube Literário do Porto, com um valor pecuniário de 25 mil euros.

  

Lobo Antunes, de 68 anos, foi apresentado pelo jornalista, comentador e professor Carlos Magno como um autor que «escreve sobre a contemporaneidade como poucos o fazem neste País», fazendo uso de uma «ironia absolutamente a toda a prova».

  

O escritor disse que não podia deixar de estar no Porto para receber o prémio, por ter «uma dívida de gratidão muito grande para com a cidade», que vem do tempo em que esteve internado num hospital lisboeta, a lutar contra um cancro. «Quando, há dois anos, estive muito doente, recebi sete, oito mil cartas e a maior parte eram do Porto. Isso é uma coisa que nunca poderei pagar», explicou.

Cont...diariodigital.sapo.pt/news.asp

Publicado por bomsensoamiguinhos às 15:17
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 27 de Dezembro de 2008

Cultura - Escritor - António Lobo Antunes - Frase

 

 

"Faz-me imensa confusão a polémica crítica versus escritores. Para, o problema é muito simples: a maior parte dos escritores não sabem escrever e a maioria dos críticos não sabe ler. E também há muita ignorância e má-fé de parte a parte. A sensação que tenho é que ando há que tempos a ensinar os meus críticos a ler e eles não há meio de aprenderem." 

 

António Lobo Antunes

Publicado por bomsensoamiguinhos às 07:23
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 26 de Dezembro de 2008

Cultura - Dramaturgo - Perda - Harold Pinter - Prémio Nobel da Literatura em 2005

SOL

 Fonte: sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx

25 Dezembro 2008  

 Teatro

 
Morreu o dramaturgo e activista político Harold Pinter
 

O dramaturgo Harold Pinter, laureado em 2005 com o Prémio Nobel da Literatura, faleceu na noite de Consoada aos 78 anos. O autor britânico de ascendência portuguesa, comparado a Samuel Becket e notado pelo seu polémico activismo político, sofria de cancro.

  

Recordado como um dos grandes dramaturgos do século XX, Harold Pinter era ainda conhecido pelo seu polémico activismo político, conotado com a esquerda britânica.
 
Foi um dos mais destacados opositores à invasão do Iraque, lutou contra o bombardeamento da Sérvia e declarou o seu apoio ao líder sérvio Slobodan Milosevic, para quem pediu um julgamento justo, após a sua detenção em 2001.
 
Pinter foi autor de inúmeras peças do chamado 'teatro do absurdo' e também de guiões para o cinema, como A Mulher do Tenente Francês.
 
A Academia Sueca, que lhe atribuiu o Nobel da Literatura de 2005, declarou que a obra de Pinter «força a abertura das divisões fechadas da opressão» e que o autor devolveu ao teatro os seus elementos básicos, como o espaço fechado e a imprevisibilidade dos diálogos.
 
«Ele trouxe realismo ao teatro», reforça o crítico Tim Walker, do Sunday Telegraph.
«Foi a maior figura do teatro desde os anos 50», comentou o director creativo da BBC, Alan Yentob.
 
A relevância de Pinter é, de resto, sublinhada pelo adjectivo «pinteresco», usado frequentemente para descrever certo tipo de atmosfera em palco.
 
Pinter tinha ascendência portuguesa. Segundo o próprio, o seu nome era uma adaptação de 'Pinto', testemunho de antepassados sefarditas lusos.
 
O autor sofria de cancro no esófago desde o ano 2002, mas terá sucumbido ao cancro do fígado, segundo noticia a BBC.
 
Faleceu na noite de Consoada, de acordo com a mulher, Antonia Fraser, que declarou que «foi um privilégio viver com ele mais de 33 anos».
 
SOL com agências
Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

Cultura - Literatura - Saramago - Sucesso Internacional

SOL

sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx

6a-feira, 26 Dezembro 2008

 Literatura

 

Último livro de Saramago é sucesso internacional
 
Provavelmente o livro de ficção mais vendido em Portugal nas últimas semanas, A viagem do elefante, de José Saramago, está também nos tops de vendas de dois países latino-americanos: em primeiro lugar na Argentina e em terceiro na Colômbia
   
Publicado por bomsensoamiguinhos às 19:20
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

Cultura - Arte - Leonardo da Vinci - A Virgem, o Menino Jesus e Santa Ana

SOL

 

Leonardo da Vinci
Museu do Louvre
descobre três desenhos em reverso de quadros
 
Três desenhos que poderão ter sido criados por Leonardo da Vinci foram descobertos no reverso de um quadro do mestre florentino A Virgem, o Menino Jesus e Santa Ana, que se encontra exposto no Museu do Louvre, em Paris
 

Fonte:  sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx

Publicado por bomsensoamiguinhos às 00:46
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

Portugal - Lisboa - Cultura - Património

SOL

sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx

5a-feira, 18 Dezembro 2008
Património
 
Vinte e cinco séculos de história no Castelo S. Jorge
 
Vinte e cinco séculos de história no Castelo S. Jorge
 
 
O Castelo de São Jorge, em Lisboa, terá, a partir de sexta-feira, um núcleo museológico que dará a conhecer 25 séculos de história através de objectos descobertos em investigações arqueológicas naquele monumento
 

«O acervo tem a ver com as escavações que desde 1997 temos vindo a fazer por toda a área do castelo, que inclui a zona monumental e a zona da freguesia onde se fizeram numerosas intervenções arqueológicas», disse à agência Lusa a arqueóloga Ana Gomes.

 

O Núcleo Museológico do Castelo de São Jorge, que abre ao público na sexta-feira, faz parte do projecto de «Musealização da Praça Nova» do castelo da capital, que só estará concluído no primeiro trimestre de 2009, com assinatura do arquitecto Carrilho da Graça.

 

O núcleo, que tem projecto arquitectónico de Victor Mestre, é o resultado de mais de dez anos de escavações arqueológicas, numa parceria entre a autarquia de Lisboa, a EGEAC (Empresa municipal que gere os equipamentos culturais de Lisboa) e o IGESPAR.

 

Continua ... sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx

FONTE: Semanário SOL

Publicado por bomsensoamiguinhos às 02:24
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Cultura - Arte - Quadro de Rembrandt

SOL

Fonte:  sol.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx

Lisboa
 
 
Quadro de Rembrandt é estrela em Exposição do Museu de Arte Antiga

 Quadro de Rembrandt é estrela em exposição do Museu de Arte Antiga

Um quadro de Rembrandt representando o seu filho Titus sentado à secretária é a estrela do novo percurso da visita às salas da pintura e das artes decorativas europeias do Museu Nacional de Arte Antiga.

 

tela de 1655 foi cedida pelo Museu Boijmans van Beuningen, de Roterdão (Holanda), até 8 de Fevereiro, em troca pelo empréstimo, por igual período, do São Jerónimo, de Dürer, uma das obras-primas do acervo do museu português.

Trata-se de «uma jóia da pintura holandesa», nas palavras de Paulo Henriques, director do MNAA, segundo o qual é a primeira vez que uma obra do mestre holandês é emprestada a Portugal.

A pintura é dominada por tons escuros em que sobressai o rosto do filho do pintor, então com 12 anos, aparentemente a reflectir sobre um desenho que estaria a fazer numa secretária, sobre a qual uma camada de folhas de papel parece projectar luz à sua frente.

A acompanhar o quadro - que ocupa o centro de uma sala e sobre o qual converge a perspectiva de todo um corredor - o museu holandês cedeu igualmente um conjunto de três desenhos e cinco gravuras de pequenas dimensões, entre os quais dois auto-retratos e cenas familiares, uma delas com a mãe de Titus.

O São Jerónimo, de Albrecht Dürer, foi cedido para integrar uma importante exposição do museu holandês dedicada a Erasmo e à sua meditação sobre o ser e o destino humano.

Fonte: SOL

TAGS: ,
Publicado por bomsensoamiguinhos às 00:37
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

Cultura - Música - Concerto de Gelo com Instrumentos Feitos de Gelo

Diário Digital

segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008 | 17:59

 

Concerto com instrumentos de gelo no Teatro Municipal Guarda
 


Um concerto com instrumentos feitos de gelo, um festival de blues e uma iniciativa denominada «Famílias ao Teatro» são algumas das novidades da programação do Teatro Municipal da Guarda (TMG) para o primeiro trimestre de 2009.

 

O destaque da programação para os meses de Janeiro, Fevereiro e Março hoje apresentada pelo director do TMG, Américo Rodrigues, vai para um concerto de gelo, que é considerado o «mais exótico de toda a temporada».

 

O espectáculo está agendado para dia 27 de Março e o músico Terje Isungset (Noruega) «faz uma primeira parte com instrumentos de gelo e uma segunda parte com instrumentos de coisas que apanha na natureza, como pedaços de madeira e folhas», descreveu aquele responsável, na conferência de imprensa de apresentação da programação para os três primeiros meses do próximo ano.

 

«É um espectáculo único em Portugal e, pela primeira vez, faz-se um concerto desta natureza no nosso país», assinalou Américo Rodrigues. ...

Fonte:  diariodigital.sapo.pt/news.asp

Publicado por bomsensoamiguinhos às 18:31
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Domingo, 14 de Dezembro de 2008

Pensamento - Cultura

 

"A coisa mais indispensável num homem

é reconhecer o uso que deve fazer do seu próprio conhecimento"

Platão

Publicado por bomsensoamiguinhos às 02:55
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

Cultura - Cinema - Manoel de Oliveira Celebra 100 anos

VISÃO

Cultura
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

Entrevista com Manoel de Oliveira 

 
Cinema a vida toda 

 

Manoel de Oliveira celebra cem anos, esta quinta-feira, fazendo um novo filme e preparando já o seguinte, com a criatividade, o entusiasmo e a energia de sempre. Símbolo hoje universal da «sétima arte», o mais antigo realizador em actividade falou à VISÃO

 

José Carlos de Vasconcelos  - 11 Dez 2008
 

 Foto de: José Carlos Carvalho 

 

Ele respira cinema, vive pelo e para o cinema, apaixonadamente. E chega aos cem anos a fazer cinema. Com uma incrível, fantástica, pedalada, a que não falta até a alegria e o humor. Já com projectos para novos filmes a seguir ao Singularidades de uma Rapariga Loira que está a realizar. Assim, por um destes dias,  Manoel de Oliveira poderá ser visto numa rua de Lisboa a dirigir, de chapéu na cabeça, cachecol ao pescoço e bengala na mão, a película tirada do conto de Eça de Queirós. «Refiz, actualizei, adaptei as circunstâncias de então aos dias de hoje – senão o filme ficava caríssimo... – sem destruir nem a história, nem o diálogo, nem as palavras de Eça, que são fundamentais», diz-nos o realizador, que espera concluir a rodagem num só mês! Para depois passar à fita seguinte, O Estranho Caso de Angélica, que quer levar ao Festival de Cannes, ainda em 2009!

 

Cont... clix.visao.pt/Actualidade/Cultura/Pages/manoeloliveira100anos.aspx

 

 ⇔⇔⇔⇔⇔

 

Diário Digital

sábado, 13 de Dezembro de 2008 | 20:5

 

Cavaco condecora Manoel de Oliveira
 


O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva que hoje condecorou Manoel de Oliveira com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, enfatizou a «singularidade» do realizador, cuja carreira «é uma das mais longas que há memória».

 

 

«A singularidade de uma carreira, uma das mais longas que há memória, singularidade de se manter em actividade e com projectos na cabeça para o futuro», disse o Chefe de Estado.

 

Cavaco Silva prosseguiu enfatizando a «singularidade» do cineasta designadamente da sua carreira internacional, dos prémios e honrarias que recebeu e «da sua própria obra».

 

«A singularidade de ter contribuído para projectar o nome de Portugal e da cultura portuguesa nos quatro cantos do mundo«, acrescentou Cavaco Silva. ... 

FONTE:  diariodigital.sapo.pt/news.asp

 

 ⇔⇔⇔⇔⇔

 

CRONOLOGIA DE MANOEL OLIVEIRA

 

   JORNAL DIGITAL  -  2008-12-10 16:21:00

Centésimo aniversário do cineasta
Cronologia de Manoel de Oliveira
 jornaldigital.com/noticias.php

    "...

11 de Dezembro de 1908 - Nasceu Manuel Cândido Pinto de Oliveira no Porto, mas foi registado no dia seguinte.
Filho de Cândida Pinto e Francisco de Oliveira, o primeiro fabricante de lâmpadas em Portugal, teve dois irmãos, Francisco e Casimiro, e dois meio-irmãos.
Estudou no Colégio Universal, no Porto, e num colégio de jesuítas perto de La Guardia, Galiza.
1928 - Inscreveu-se na Escola de Actores de Cinema e entrou como figurante no filme «Fátima Milagrosa», de Rino Lupo.
1929 - Começou a rodar o primeiro filme, «Douro, faina fluvial», com uma câmara oferecida pelo pai e com a ajuda do amigo e fotógrafo António Mendes.
1930 - Fez o documentário «Hulha Branca», sobre a empresa do pai.
1931 - A 19 de Setembro de 1931, no dia em que morreu Aurélio da Paz dos Reis, considerado o pai do cinema português, antestreou em Lisboa o documentário mudo «Douro faina fluvial», no Congresso Internacional da Crítica. Foi vaiado pelo público. O dramaturgo italiano Luigi Pirandello esteve presente na estreia e estranhou a pateada.
1933 - Participou como actor em «A canção de Lisboa», de Cotinelli Telmo.
1938 - Venceu a II rampa do Gradil num carro Edford. As corridas de automóveis, assim como o atletismo, são uma das suas paixões de juventude.
1940 - Casou a 04 de Dezembro com Maria Isabel Brandão Carvalhais e abandonou o automobilismo.
1941 - Estreou «Aniki Bobó», baseado no conto «Meninos Milionários», de Rodrigues de Freitas.
1941 - Nasceu o primeiro dos quatro filhos do realizador.
1946 - Em entrevista à revista Filmagem admitiu abandonar a carreira. Dedica-se à viticultura no Douro.
1955 - Fez um estágio na Agfa, em Leverkussen, Alemanha, sobre cor aplicada ao cinema.
1963 - Estreou «O Acto da Primavera» e é levado pela PIDE para interrogatório em Lisboa, onde conhece o escritor Urbano Tavares Rodrigues.
1964 - Recebeu Medalha de Ouro no Festival de Siena, Itália, com "Acto da Primavera".
1965 - Cinemateca Francesa realizou retrospectiva da sua obra.
- Dedica a curta-metragem «As pinturas do meu irmão Júlio» à obra do pintor Júlio Maria dos Reis Pereira, irmão do escritor José Régio.
Entre 1971 e 1981 realizou a «Tetralogia dos amores frustrados»: «O Passado e o Presente» (1972), «Benilde ou a Virgem Mãe» (1974), «Amor de Perdição» (1978) e «Francisca» (1981).
1978 - Estreou na RTP a uma série de seis episódios a partir de «Amor de Perdição», de Camilo Castelo Branco. O filme estrearia no ano seguinte.
1980 - Participou no filme «Conversa acabada», João Botelho.
1981/1982 - Realizou «Memórias e confissões» que só pode estrear ou ser exibido publicamente depois da sua morte. Foi rodado numa casa no Porto onde o realizador viveu, conta com diálogos de Agustina Bessa-Luís e vozes de Diogo Dória e Teresa Madruga. O filme está depositado na Cinemateca Portuguesa.
1982 - Recebeu a Comenda da Ordem de Mérito da República Italiana.
1983 - Foi condecorado Comendador da Ordem de Artes e Letras de França.
1985 - Estreou o filme «O sapato de cetim», de quase sete horas, e recebeu Leão de Ouro em Veneza pelo conjunto da carreira.
1987 - Em Julho estreou-se como encenador de teatro em Itália com um espectáculo baseado no conto «De profundis», de Agustina Bessa-Luís.
1988 - Estreia do filme-ópera «Os canibais» que conta pela primeira vez com a participação de Leonor Silveira, uma das actrizes de eleição de Manoel de Oliveira.
1989 - Recebeu Comenda da Ordem do Infante D. Henrique pelo presidente da República Mário Soares.
1992 - Estreia mundial de «O dia do desespero» a 30 de Maio de 1992 na Expo92, de Sevilha, em Espanha.
1992 - Recebeu o Leopardo de honra pelo conjunto da carreira no festival de Locarno, na Suíça.
1993 - Estreia mundial de «Vale Abraão» no Festival de Cannes.
1994 - Participou em «Lisbon Story», de Wim Wenders, no qual parodia o cinema mudo e Charlot.
1995 - A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) atribuiu-lhe o Prémio Carreira.
1997 - Grande Oficial de Mérito Nacional pela República e do Governo Francês.
- Estreia «Viagem ao princípio do mundo», filme com contornos autobiográficos e protagonizado por Marcello Mastroianni. Seria o último filme do actor italiano.
1998 - Em Setembro iniciou a rodagem em França do filme «A carta», com Chiara Mastroianni.
2001 - Estreia «Porto da minha infância», encomendando por Porto - Capital Europeia da Cultura. É um regresso de Manoel de Oliveira aos lugares de infância naquela cidade.
2002 - Aos 94 anos realizou o teledisco «Momento», de Pedro Abrunhosa.
2003 - Encenou a peça «Mário eu próprio o outro», de José Régio, em Roma, Itália.
2004 - Recebeu Leão de Ouro do Festival de Veneza, de homenagem à carreira, e exibiu «O Quinto Império - Ontem e Hoje».
- Recebeu o Prémio Vittorio de Sica, em Itália.
2005 - Distinguido com a medalha de ouro do Círculo de Belas Artes de Madrid.
2007 - Distinguido com o Prémio Manuel Antunes 2007 por ser um «cineasta do Sagrado».
- Participou no filme colectivo «Chacun son cinema», de celebração dos 60 anos do Festival de Cannes, com a curta-metragem «Rencontre unique».
- Estreiou «Belle Toujours», de homenagem a «Belle de jour», de Luis Buñuel, no Festival de Cannes.
- Estreiou «Cristóvão Colombo - O enigma» no Festival de Veneza. Manoel de Oliveira e a mulher participam no filme.
- Distinguido com o «American Film Institute Silver Legacy Award» nos Estados Unidos.
2008 - Doutor Honoris Causa pela Universidade do Algarve.
- Retrospectiva nos Estados Unidos pela Brooklyn Academy of Music.
- Investido membro honorário da Academia das Ciências de Lisboa.
- Distinguido, em conjunto com o escritor António Lobo Antunes, com o Prémio Terenci Moix, de Espanha.
- Palma de Ouro pela carreira e exibição de «Douro, fain fluvial» no Festival de Cannes.
- Museu de Serralves inaugura exposição dedicada à obra de Manoel de Oliveira.
- Distinguido, em conjunto com a pianista Maria João Pires, com a Medalha de Ouro de Belas Artes 2007, atribuída pelo governo de Espanha.
- Homenagem no I Congresso da Cultura Ibero-Americana, na cidade do México.
- Distinguido com o Prémio Mundial do Humanismo, atribuído pela Academia do Humanismo da Macedónia.
- Projecção da curta-metragem «Do visível ao invisível» no Festival de Veneza.
- Realização de retrospectivas no Museu de Serralves e Cinemateca Portuguesa.
- Distinguido com o Prémio da Fundação Fellini, atribuído em Riminni, Itália.
- Inicia em Lisboa a rodagem do filme «Singularidades de uma rapariga loura», a partir de um conto de Eça de Queirós, que deverá estrear no Festival de Cinema de Berlim.
2009 - Manoel de Oliveira espera rodar em Fevereiro o filme «O estranho caso de Angélica», recuperando um projecto incompleto dos anos 1950, e apresentá-lo no Festival de cinema de Cannes."
(c) PNN Portuguese News Network

Publicado por bomsensoamiguinhos às 00:53
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

ENVIE AS SUAS SUGESTÕES: Bomsensoamiguinhos@sapo.pt

PENSAMENTO DO MOMENTO Anilady

Mercados Financeiros: Esp...

Pensamento - Investir na ...

Foi com Surpresa e Enorme...

Bomsenso - Crise Naciona...

O que é a Ética?

Bomsenso - Ética e Mentir...

Bomsenso - GUERRA - GAZA ...

Bomsenso - Dívida Externa...

TAGS

portugal(252)

actualidade(125)

2010(105)

crise(93)

2009(71)

crise económica(66)

pensamento(65)

economia(61)

portugueses(60)

vídeo(54)

cultura(53)

lisboa(52)

história(50)

crise financeira(49)

ciência(48)

2011(46)

videos(44)

portugal-bem(43)

português(43)

presidente da república(43)

conhecer portugal(40)

provérbio(40)

política(38)

actualidade política(37)

citações(37)

pensamentos(37)

cavaco silva(36)

interesse geral(33)

cavaco(31)

viajar cá dentro(31)

património(30)

turismo(30)

saúde(28)

democracia(27)

conhecimento(26)

foto(26)

frases(26)

música(26)

politicos(26)

recessão(26)

viagens(22)

desemprego(21)

estado da nação(21)

europa(21)

frase(21)

tourist(21)

25 de abril(20)

ética(20)

global(20)

investigação(20)

presidente(20)

arte(19)

obama(19)

actualidade económica(18)

fotos(18)

lisbon(18)

poesia(18)

portuguesa(18)

sociedade(18)

conduta(17)

eua(17)

finanças(17)

histórico(17)

neve(17)

poema(17)

porto(17)

portugueses em destaque(17)

revolução(17)

sismo(17)

ue(17)

barack obama(16)

crise politica(16)

frio(16)

cravos(15)

economia real(15)

educação(15)

escritor(15)

história de portugal(15)

movimento(15)

opinião(15)

revolução dos cravos(15)

terramoto(15)

1974(14)

imprensa(14)

militares(14)

photos(14)

poeta(14)

vermelhos(14)

bomsensoamiguinhos(13)

crianças(13)

défice(13)

desconfiança(13)

eleições(13)

forças armadas(13)

mapa(13)

cinema(12)

guerra(12)

museu(12)

otelo saraiva carvalho(12)

photo(12)

todas as tags

PESQUISAR NO BLOG:

 
blogs SAPO
RSS