Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Auxiliar de Memória de Acontecimentos do Mundo onde Vivemos

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

Auxiliar de Memória de Acontecimentos do Mundo onde Vivemos

11
Jan11

SportTV - José Mourinho é eleito o Melhor Técnico de 2010 / FIFA 2010

bomsensoamiguinhos

 

José Mourinho

eleito

o Melhor Técnico de 2010

 

 

 

 

 


 

 

foto retirada da net

I
informação
11-Jan-2011

Mourinho

o Treinador que Derruba Definições

por Manuel Queiroz ,

Publicado em 11 de Janeiro de 2011

 

Depois do Special One já não se aceita a célebre definição de Platini, segundo a qual o treinador valeria 15% dos êxitos da equipa

 

Num país que tem poucos campeões da Europa ou do Mundo, José Mourinho é um caso à parte. É um campeão de tudo, a começar pela comunicação - agradeceu em português e como um "orgulhoso português" na cerimónia de ontem no Palácio dos Congressos de Zurique - e a acabar nos seus inúmeros títulos no desporto mais competitivo do mundo. Ontem ganhou o prémio de Melhor Treinador do Mundo, instituído pela primeira vez pela FIFA, que manda em todo o jogo.

No futebol esta foi a década de Mourinho, e não só pelos títulos. Até aparecer o Special One, aceitava-se, ainda que com algumas variações, a célebre definição de Michel Platini, segundo a qual um treinador valeria aí 15% dos êxitos de uma equipa.

Depois de José Mourinho, essa definição está ultrapassada, laminada por uma personalidade única, talvez irrepetível. Um treinador já não é apenas um líder de uma equipa, é um personagem que estende a sua influência para além do campo de jogo. Não é só um líder, é um herói que nunca ganha convencionalmente ou só porque tem melhores jogadores. Descobre-se sempre mais qualquer coisa. Sempre centrado no jogo - nunca se alarga para a política ou para outra área qualquer -- mas comunica de uma forma que as pessoas querem ouvir, comentam, se interessam. E gosta - ó, se gosta - de ser admirado.

É uma personalidade magnética que não se limita a ganhar, domina o mundo à volta, atrai os holofotes. Não é o herói épico, é às vezes um Dom Quixote, outras o Grande Gatsby, mas sempre o herói que subverte códigos, não aquele que se redime pelo supremo sacrifício. É um herói que aceita muitas vezes ser vilão, porque tem sempre um objectivo claro, que persegue, e só esse lhe interessa realmente. E a esse sacrifica quase tudo. Nisso tem muito de Pinto da Costa.

Os seus interesses mandam sempre, mesmo que isso não seja o máximo que se pode dizer de um desportista. Mas ele não é um desportista, é um profissional. Na alta competição, ser desportista e ser profissional são conceitos que muitas vezes se opõem.

Mas ser profissional, para Mourinho, é ser afectivo, é criar uma relação com os outros, com os seus jogadores, que lhe devotam uma admiração que chega a ser idolatria. Até porque ele os escolhe - quer, normalmente, gente com vontade férrea. As estrelas, os génios só lhe interessam se se puserem ao seu serviço, porque ele garante que será capaz de lhes dar uma equipa. Ele faz a equipa, como líder incontestado. Não sabe tudo, e ouve os seus colaboradores, mas comanda tudo. Decide.

É o contrário do português suave. É o português sem medo, que sabe que em Inglaterra, ou em Itália ou em Espanha, um português não é aceite, impõe-se. E um pouco de show off, impecavelmente encenado, também ajuda num espectáculo hipermediático chamado futebol.

Filho de um guarda-redes, Mourinho comeu futebol desde que nasceu. Não deu para jogador, felizmente...

 

http://www.ionline.pt/conteudo/97863-mourinho-o-treinador-que-derruba-definicoes

06
Jan11

Nobel da Economia de Joseph Stiglitz: "O que nos espera em 2011?"

bomsensoamiguinhos

Económico

 

Stiglitz

O que nos espera em 2011?

Joseph E. Stiglitz
05/01/11 07:55

 

 

Para Stiglitz

2011 volta a ser um ano de contestações sociais

e greves gerais no continente europeu

 

 

 

Conheça as perspectivas do Prémio Nobel da Economia de Joseph Stiglitz para os Estados Unidos e a Europa este ano.

 

 

A economia global termina o ano de 2010 mais dividida do que estava no início do ano. Por um lado, os países dos mercados emergentes como a Índia, China e as economias do Sudeste Asiático estão a registar fortes crescimentos.

Por outro, a Europa e os Estados Unidos enfrentam a estagnação - aliás, uma maleita ao estilo japonês - e taxas de desemprego teimosamente elevadas. O problema nos países desenvolvidos não é uma retoma do emprego, mas uma retoma anémica - ou pior, a possibilidade de uma recessão intercalada por uma ligeira retoma.

Este mundo de duas faces coloca alguns riscos invulgares. Embora a produção económica asiática seja demasiado reduzida para suscitar crescimento no resto do mundo, poderá ser suficiente para fazer aumentar os preços das mercadorias.

Entretanto, os esforços norte-americanos para estimular a sua economia através da política da Reserva Federal de "agilização quantitativa" poderão sair gorados. No fundo, nos mercados financeiros globalizados, o dinheiro procura as melhores perspectivas em todo o mundo e essas perspectivas estão na Ásia, não estão nos EUA. Assim, o dinheiro não vai para onde é necessário e uma grande parte será canalizada para onde não é desejado - causando mais aumentos nos preços dos activos e das mercadorias, nomeadamente nos mercados emergentes.

Tendo em conta os elevados níveis de excesso de capacidade e desemprego na Europa e na América, é pouco provável que a agilização quantitativa possa despoletar um período de inflação. Em contrapartida, poderá aumentar a ansiedade em relação à inflação futura, gerando taxas de juro a longo prazo mais elevadas - precisamente o inverso do objectivo da Fed.

Este não é o único risco de recessão, ou mesmo o mais importante, que aflige a economia global. A maior ameaça provém da onda de medidas de austeridade que está a varrer o mundo, à medida que os governos, nomeadamente na Europa, tentam contrariar os elevados défices causados pela Grande Recessão e que a ansiedade em relação à capacidade de alguns países cumprirem o pagamento das suas dívidas contribui para a instabilidade dos mercados financeiros.

O resultado de uma consolidação orçamental prematura é tudo menos previsível: o crescimento vai abrandar, as receitas de impostos vão diminuir e a redução dos défices será um desapontamento. Além disso, no nosso mundo integrado globalmente, o abrandamento na Europa irá exacerbar o abrandamento nos EUA e vice-versa.

Visto os EUA serem capazes de se endividar com taxas de juros aos mais baixos níveis de sempre e com a promessa de elevadas rentabilidades sobre os investimentos públicos, após uma década de esquecimento, não existem dívidas sobre o que se deveria fazer. Um programa de investimento público em larga escala iria estimular o emprego no curto prazo e o crescimento no longo prazo, gerando no final uma redução da dívida nacional. Porém, os mercados financeiros demonstraram a sua miopia nos anos que precederam a crise, e estão novamente a demonstrá-la, ao pressionar cortes na despesa, mesmo que isso implique a redução perniciosa de investimentos públicos.

Além disso, o engarrafamento político irá garantir que poucas medidas serão tomadas para resolver os outros problemas graves que afectam a economia norte-americana: as execuções hipotecárias irão provavelmente manter-se (sem falar das complicações legais); as pequenas e médias empresas irão certamente continuar a mendigar fundos; e os bancos de pequena e média dimensão, que lhes concediam tradicionalmente crédito, vão continuar certamente a lutar para sobreviver.

Entretanto, na Europa, a situação não se afigura melhor. A Europa conseguiu finalmente socorrer a Grécia e a Irlanda. No decurso da crise, ambos eram governados por partidos de direita conotados com o capitalismo ou pior, demonstrando mais uma vez que a economia do Mercado livre não funcionou melhor na Europa do nos EUA.

Na Grécia, tal como nos EUA, um novo governo foi nomeado para resolver o problema. O governo irlandês, que encorajou os ousados empréstimos bancários e a criação de uma bolha imobiliária, não teve mais habilidade - o que não é de estranhar - para gerir a economia após a crise do que revelara antes.

Pondo de lado as questões políticas, as bolhas imobiliárias deixam no seu dealbar um legado de dívidas e excesso de capacidade no sector que não é fácil de rectificar - especialmente quando os bancos com relações políticas resistem à reestruturação de hipotecas.

Não considero que seja uma questão particularmente interessante tentar discernir as perspectivas para 2011: a resposta é sombria com pouco potencial de crescimento e muitos riscos de recessão. O mais importante é saber quanto tempo demorará a Europa e os EUA a recuperar, e se as economias asiáticas aparentemente dependentes das exportações irão continuar a crescer se os seus mercados históricos desvanecerem?

A minha melhor aposta é que estes países irão manter o seu rápido crescimento à medida que se virarem para os seus mercados internos vastos e inexplorados. Isto vai exigir uma reestruturação considerável das suas economias, mas a China e a Índia são dinâmicos e demonstraram a sua resistência à Grande Recessão.

Não sou tão optimista em relação à Europa e aos EUA. Em ambos os casos, o problema subjacente é uma insuficiência da procura agregada. A ironia disto é que existe simultaneamente excesso de capacidade e vastas necessidades por suprir - e políticas que poderiam restaurar o crescimento utilizando a primeira para suprir as segundas.

Tanto os EUA como a Europa devem, por exemplo, adaptar as suas economias para enfrentar os desafios do aquecimento global. Existem políticas exequíveis que poderiam funcionar com restrições orçamentais a longo prazo. O problema é a política: nos EUA, o Partido Republicano preferia ver o Presidente Barack Obama fracassar ao invés da economia ser bem sucedida. Na Europa, 27 países com interesses e perspectivas diferentes seguem caminhos diferentes, sem a dose necessária de solidariedade para compensar. Os pacotes de recuperação revelam, à luz destes factos, resultados impressionantes.

Na Europa e nos EUA, a ideologia do mercado livre, que permitiu o crescimento de bolhas de activos sem qualquer interferência - os mercados é que sabem, pelo que os governos não devem intervir -, deixa agora os legisladores de mãos atadas para procurarem conceber respostas eficazes à crise. Poderia pensar-se que a própria crise iria minar a confiança nesta ideologia, no entanto parece ter ressurgido para arrastar os governos no caminho da austeridade.

Se a política é o problema da Europa e dos EUA, somente a introdução de alterações políticas poderão restaurar o crescimento.

Ou senão, podem esperar até o espectro do excesso de capacidade diminuir, os bens de capital se tornarem obsoletos e as forças restauradoras internas da economia fizerem gradualmente os seus truques de magia. Em qualquer dos casos, a vitória não está ao virar da esquina.

Com os governos de quase todos os países obrigados a implementar duras e impopulares medidas de austeridade nos orçamentos, 2011 volta a ser um ano de contestações sociais e greves gerais no continente europeu. No Reino Unido os estudantes protestam contra o aumento das propinas, na Irlanda registam-se manifestações pacíficas contra a austeridade orçamental, em França a situação continua explosiva, com o aumento da idade da reforma e a aproximação das presidenciais de 2012, em Itália a contestação centra-se no primeiro-ministro Sílvio Berlusconi e Espanha terminou o ano com o "estado de emergência" decretado contra uma greve sem pré-aviso dos controladores aéreos.

A expectativa do mercado é que a 2011 seja um ano positivo para as bolsas. Apesar desse optimismo, perspectivam-se ganhos moderados, entre 4% e 8% para os principais índices. Segundo uma sondagem feita pela agência Reuters junto de mais de 50 casas de investimento, os principais índices mundiais deverão registar valorizações este ano. No entanto, a bolsa nacional verá a situação das finanças públicas do Estado a condicionar o seu desempenho. O segredo de 2011 estará nos mercados emergentes. As perspectivas positivas para as bolsas mundiais com o crescimento económico mundial, deve superar os 4% à custa dos mercados emergentes e das medidas agressivas adoptadas nos EUA". Os analistas estimam um S&P acima dos 10%, para o intervalo 1350-1.400 pontos e uma variação da mesma amplitude para os maiores mercados europeus . Apesar de estimarem ganhos os analistas estão cautelosos com os próximos actos da crise de dívida soberana. A aversão ao risco, relacionado com a dívida soberana de alguns países, podem aumentar as incertezas quanto aos resultados trimestrais das empresas e dos ritmos de crescimento económico de cada país.

http://economico.sapo.pt/noticias/o-que-nos-espera-em-2011_107998.html

30
Dez10

Fim de Ano 2010 / 2011 Gratuito

bomsensoamiguinhos

 

 

Fim de Ano

 

2010 / 2011

 

 

Contenção de Despesas?


 

Espectáculos de

Passagem de Ano Gratuitos

 

 

Com Rui Veloso, José Cid

Xutos e Pontapés

entre outros...

 

 

PAREDES DE COURA - Largo Hintze Ribeiro (22:30h/06:00h)

 

Uma tenda aquecida, bolo rei e champanhe são as propostas da Câmara Municipal de Paredes de Coura, animadas pelas notas musicais da Orquestra Impakto, dos DJs Pedro Pagodes, Isidro LX, Miguel Pedro (Mão Morta) e "The Filthy Pigs".

 

CAMINHA - Praça Conselheiro Silva Torres

 

22:30 - Animação musical a cargo do DJ Lights.
00:00 - Doze badaladas contadas a partir da Torre do Relógio.

 

BRAGA - Av. Central

 

22:00 - Concerto com o grupo galego "Orquestra Cinema".
00:00 - Fogo de artifício, que terá a duração de 20 minutos.

 

BARCELOS - Largo Porta Nova


23:00 - Concerto dos "Implacáveis".

 

- Jardim das Barrocas
00:00 - Fogo de artifício.

 

ARCOS DE VALDEVEZ - Centro de Exposições, no centro da vila

 

00:00 - Fogo de artifício.
01:00 - Música de discoteca anima a noite.

 

MACEDO DE CAVALEIROS - Jardim 1º de Maio

 

23:59 - Fogo de artifício.
Uma fogueira gigante para combater o frio enquanto o fogo de artifício não começar é a proposta da autarquia.

 

PORTO
- Na Avenida dos Aliados, a autarquia do Porto organiza passagem de ano ao ar livre

 

22:00 - Concerto dos Madein.
00:00 - Fogo de artifício.
00:15 - Concerto dos "Furacão do Brasil".

 

VILA NOVA DE GAIA


A passagem de ano é assinalada com um banho à meia noite. As pessoas vão até à praia para assistir e usufruir do primeiro banho de mar do ano. O ritual é feito no lado norte ou sul da capela do Senhor da Pedra. " festa do banho na praia, junta-se a animação e a música da Alameda do Senhor da Pedra e o fogo de artifício.

 

MATOSINHOS - Largo da Ponte Móvel


23:00 - Começa o baile de passagem de ano com a banda Chama Som.
00:00 - Fogo de artificio, com a duração de 20 minutos.

 

ESPINHO - Alameda 8


Pela primeira vez a Câmara Municipal de Espinho proporciona uma festa de passagem de ano ao ar livre.
O DJ Maravalhas abre a noite com um "set musical".
A entrada do novo ano será assinalada com um espectáculo piro musical, às 00:00.
A banda "Mundo Secreto" actua a seguir às 00:00.

SANTO TIRSO


- Animação de rua, música ao vivo, oferta de bolo rei, champanhe e chocolate quente. Música a cargo dos Step by Step e dos Vatikano.
22:00 - Praça 25 de Abril.

 

AVEIRO - Zona do Rossio e Praça do Peixe


A autarquia de Aveiro organiza a passagem de ano. Os Canta Brasil e DJ convidados animam a noite.
23:00 - Animação musical.
00:00 - Fogo de artificio.

 

VISEU - Campo de Viriato

 

A autarquia de Viseu organiza a noite de passagem de ano.
23:30 - Concerto da banda Repúblika.
00:00 - Espectáculo pirotécnico.
00:10/01:30 -- Concerto da banda Repúblika.

 

FIGUEIRA DA FOZ- Torre do Relógio

 

- Avenida Marginal da Figueira da Foz

 

A Câmara Municipal da Figueira da Foz e a Figueira Grande Turismo -- EEM promovem a iniciativa Eleven para a passagem de ano 2010/2011.
23:00 - Espectáculo Vórtice Dance Company
24:00 - Fogo de artifício.
00:15 - DJ Eurico Lisboa/Fubu Beat Box

 

NAZARÉ

 

A noite de passagem de ano na Nazaré é organizada pela Câmara Municipal e empresa municipal Nazaré Qualifica, EM.
Quatro palcos espalhados pela marginal e um no Largo do Sítio da Nazaré asseguram a animação a partir das 23:00, com bandas locais e DJ's convidados.
À meia-noite, a contagem decrescente faz-se a partir de um relógio projetado na parede do promontório da Nazaré.

 

SANTARÉM

 

- A empresa CUL.TUR organiza a passagem de ano.
- O Largo do Seminário (Praça Sá da Bandeira) e o Largo de Marvila (Praça Visconde Serra do Pilar) são o palco de música e animação. Este ano, há um novo espaço de animação, o Palco "El Galego", no Jardim da República, com DJ's e música pela noite dentro. A animação começa às 20:00.
- Às 22:30, os finalistas da última edição dos Ídolos dão um espectáculo passagem de ano, no Largo do Seminário. Depois de Idolomania 2010, é a vez de actuar o trio de DJ's português Bailarico Sofisticado, conhecido pelos seus sets eclécticos, onde as músicas do mundo dialogam com outras vertentes da música popular.
- A Orquestra Santos Rosa anima a festa, no Largo de Marvila, às 22:30.
- Às 24:00, o público conta com o tradicional fogo-de-artifício, da antiga Escola Prática de Cavalaria - Futura Fundação da Liberdade, junto ao Jardim da República.

 

LISBOA


- Casino de Lisboa, ao Parque das Nações.
O Casino de Lisboa oferece gratuitamente uma noite festiva que se prolonga até às primeiras horas do dia 1 de Janeiro de 2011. Um concerto de Rui Veloso e a exibição da peça de "Vip Manicure", protagonizada por Ana Bola e Maria Rueff, e animação musical com a banda Funkylicious são as propostas do casino.
23:30/00:05 - Vip Manicure.
00:30 - Concerto de Rui Veloso.
02:00 - DJ Paulino Coelho.


- Praça do Comércio.
A autarquia de Lisboa conta com a actuação de João Mello, "A Fúria do Açúcar", e dos Xutos e Pontapés para a passagem do ano.
22:00 - João Mello/A Fúria do Açúcar
24:00 - Espectáculo piro-musical
00:30 - Concerto dos Xutos & Pontapés.


- A Torre Vasco da Gama e o "Mar da Palha" voltam a ser referência na passagem de ano lisboeta.
00:00 - O espectáculo "Rio Iluminado" tem a duração de 10 minutos, com o início na Torre Vasco da Gama, estendendo-se por mais de 500 metros ao longo do Parque das Nações.

 

ESTORIL

 

- O Casino do Estoril sugere passar o ano ao som da música de José Cid (23:15h e 01:30h)

 

ALMADA

 

- A Câmara Municipal de Almada organiza a passagem de ano

junto à fragata D. Fernando e Glória II, em Cacilhas


22:00 - O espaço, situado junto à fragata D. Fernando II e Glória (perto do terminal rodo fluvial), transforma-se num palco, com a atuação do grupo musical português "Baile Popular", formação onde se destacam as participações de João Gil e João Monge.
00:00 - Espectáculo de fogo de artifício multimédia "Teatro de Cor" a partir do Tejo, com duração de 15 minutos.

Este ano, fruto de uma parceria entre os municípios de Almada e de Lisboa, as duas margens do Tejo estarão unidas na passagem de ano por um "bailado" sincronizado de luz, som e ritmo de fogo de artifício. Um arco-íris de luz e cor que pretende celebrar Almada na entrada no novo ano.
00:20 - Música com DJ João Vaz.

 

SETÚBAL

- A cidade despede-se de 2010 ao som dos ritmos cubanos que vão animar o Auditório José Afonso no programa da passagem de ano organizado pela Câmara Municipal. Unión Salsera é a banda cubana convidada a atuar, a partir das 22:00.
- Às 23:30, há animação de rua com a Velha Gaiteira, que encaminha as pessoas para a Doca dos Pescadores onde,

- às 00:00, pode ser visto um espectáculo de fogo de artifício.
- O brinde a 2011 faz-se com espumante e passas, distribuídos gratuitamente, e depois é hora de regressar ao Auditório José Afonso onde os Unión Salsera dão continuidade ao espectáculo.

 

TRÓIA
- O Casino de Tróia vai ser inaugurado ao som da banda "Son Habanero"(00:35h)

 

SESIMBRA - Avenida 25 de Abril

 

22:00/02:00 - DJ Plastic People

 

- Baía de Sesimbra

 

Pelo quinto ano consecutivo, mergulhadores de todo o país repetem a experiência de entrar de novo no fundo do mar, ao som de Johann Strauss.
24:00 - Espectáculo piro musical lançado ao som de Johann Strauss.
24:00 - Passagem de ano subaquática.

 

MARVÃO

 

- Baile popular no Grupo Desportivo Arenense, e na Discoteca A Cave, em Santo António das Areias.

- O espectáculo de fogo de artifício realiza-se no Castelo de Marvão.
- No dia 1 de Janeiro de 2011 haverá uma festa de ano novo no Centro de Lazer da Portagem.

 

BEJA - A Câmara Municipal de Beja organiza um grande espectáculo de fim de ano em pleno na Praça da República


Esta iniciativa conta com um programa cem por cento bejense tendo, à cabeça, os Virgem Suta.
Cabe aos In Extremis, outra banda bejense, abrir o serão às 22:30.
A Praça estará trajada a rigor e terá à disposição dos visitantes bares, estabelecimentos de refeições, espaços aquecidos, e muita animação.
A meia-noite será dada em palco pelos Virgem Suta com um brinde.

 

ALVOR - Zona Ribeirinha de Alvor


22:00 - Concerto dos Sambaland.
00:00 - Espectáculo piro musical.

 

PORTIMÃO - Palco da zona ribeirinha de Portimão

 

22:00 - Concerto dos AXE BRASIL.
00:00 - Espectáculo piro-musical.
00:15 - Concerto de Tony Carreira.

 

PRAIA DA ROCHA - Praia da Rocha, Miradouro

 

22:30 - Espectáculo Nye Dance Spot, com o DJ Deelight. Animação até às 02:00, na companhia de Karina May, a voz de "Emotion Beat, atriz dos "Morangos com Açúcar -- Vive o teu talento".
00:00 - Espectáculo piro musical.

 

ALBUFEIRA - Praia dos Pescadores

 

A proposta à beira mar é a final dos "Ídolos", em directo.

Durante a gala sobem ao palco a fadista Marisa, o grupo de rappers Expensive Soul e a banda de rock alemã Asher Lane.
Segue-se o fogo de artifício.

O novo ano começa com o DJ Diego Miranda.

 

FARO - Jardim Manuel Bívar


22:00 - Animação a cargo dos 7eventy 7even.
00:00 - Fogo de artifício dá o mote de entrada para o novo ano.
Após as 00:00 a música está a cargo do DJ Mr. Kool.

 

MONTE GORDO


- A noite começa com os Eletrik Experiment e os Allmariados.
Às 00:00, o fogo de artifício ilumina os céus.

O novo ano começa com a actuação de Angélico, Dayran e o DJ Nuno Dourado.

 

TAVIRA - Rio Gilão

 

22:30 - Concerto Grupo "Função Públika".
24:00 - Espectáculo piro-musical.

LAGOS
- Avenida dos Descobrimentos

 

00:00 - Espectáculo de fogo de artifício.

 

QUARTEIRA - Praça do Mar

 

00:00 - Espectáculo pirotécnico, seguido do concerto de Chico Barata.

 

MADEIRA

10:00/20:00 -- Actuações na Baixa do Funchal


- Banda Municipal da Ribeira Brava
- Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova
- Banda Recreio Camponês
- Associação Cultural e Recreativa da Camacha
- Associação Grupo Cultural Flores de Maio -- Borracheiros do Porto da Cruz
11:00/11:50 - Coro Juvenil da AAGCEA, na Placa frente à Sé Catedral
17:00 - Missa Final de Ano e Te Deum pelo Coro de Câmara da Madeira, na Sé Catedral
18:30/19:20 - Si que Brade da AAGCEA no Jardim norte do Palácio de S. Lourenço
21:00/04:00 - Espectáculo "Noite de Passagem de ano 2010/2011", pela Associação Orquestra Ligeira da Madeira, no Jardim Municipal.
24:00 - Espectáculo pirotécnico de passagem de ano subordinado ao tema "Sentir a Madeira"

 

AÇORES - Ponta Delgada

 

22:00 - Concerto do 20º aniversário da banda "Passos Pesados", nas Portas da Cidade.
23:00 - Concerto de Passagem de Ano, pela "Banda.Com", nas Portas da Cidade.

 

 

30
Dez10

Pedro Lino, CEO da Dif Broker

bomsensoamiguinhos

Jornal de Negócios

 

30 Dezembro 2010 | 10:54

Ana Laranjeiro

alaranjeiro@negocios.pt

 

 

"O principal desafio em 2011

vai ser a emissão de obrigações"

 

 

 

Pedro Lino, CEO da Dif Broker, fala sobre a transacção do petróleo nos mercados internacionais e sobre o comportamento dos juros da dívida pública portuguesa depois do anúncio do IGCP. Veja aqui o vídeo.

 

Pedro Lino defende que o "grande desafio" para o próximo ano "vai ser a emissão de grande parte destas linhas de obrigações".

 

Particularmente, "num ambiente onde vai haver grande concorrência europeia", uma vez que, a Europa "vai emitir cerca de 270 mil milhões de euros" em títulos de dívida.

 

 

 

 

 

admite que "no mercado cambial" a "surpresa vai ser o euro-dólar" sobretudo "a partir do 3º trimestre"

 

 

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=460723

 

http://www.dif.pt/web/pt_pt/home#

11
Dez10

Liu - Nobel da Paz

bomsensoamiguinhos

http://www.prensaescrita.com

Prémio para um chinês sem ódio nem inimigos

 

por ABEL COELHO DE MORAIS

 

LIU - Nobel da Paz

 

Uma ausência pode ser a mais poderosa das presenças, como ficou ontem demonstrado em Oslo, na cerimónia de entrega do Nobel da Paz ao opositor chinês Liu Xiaobo, o homem que declarou, ao ser condenado a 11 anos de prisão em Dezembro de 2009, "não ter inimigos nem sentir ódio por ninguém".

"Não considero inimigos os juízes que me julgaram, os procuradores que me acusaram, os polícias que me vigiaram, prenderam e interrogaram", declarou Liu no tribunal de Pequim em que foi julgado pelo envolvimento na elaboração da Carta 08, documento em que se reivindica a democratização do regime chinês.

A intervenção de Liu, em 2009, foi ontem lida na íntegra pela actriz Liv Ullman em Oslo, uma intervenção em que o opositor chinês evocou o perigo do ódio: "A obsessão com o inimigo envenena o espírito de uma nação, incita ao conflito, destrói a humanidade e a tolerância da sociedade."

O presidente do Comité Nobel norueguês, Thorbjorn Jagland, lamentou a ausência de Liu, "isolado numa prisão do Norte da China. Nem sua mulher nem familiares próximos puderam viajar para estar connosco. Estes factos mostram como o Prémio é apropriado" para o opositor chinês.

O professor e crítico literário - preso após os acontecimentos de Tiananmen em 1989, e várias vezes ao longo dos anos 90 - limitou-se "a exercer os seus direitos cívicos. Nada fez de errado", declarou Jagland, antes de colocar o diploma e a medalha do Nobel numa cadeira vazia ao lado das restantes ocupadas pelos membros do Comité norueguês.

Para Jagland, a "China deve saber aceitar as críticas", que são indispensáveis "sempre que existe um grande poder". A atitude de Pequim, "apesar do seu poderio, mostra alguma fraqueza ao considerar necessário prender um homem durante 11 anos apenas por este ter expressado as suas opiniões".

Além da cadeira vazia, um enorme retrato do opositor dominou a cerimónia de quase duas horas, considerada "teatro político" e um resquício "da mentalidade da Guerra Fria" pelo Governo chinês, lia-se num comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Pequim.

A diplomacia chinesa conseguiu que cerca de 20 países boicotassem a cerimónia. Em contrapartida, os representantes da União Europeia, entre os quais o embaixador português João Lima e Pimentel, dos EUA, do Japão, da Índia e da Coreia do Sul, estiveram presentes.

11
Dez10

Manoel de Oliveira faz hoje 102 anos

bomsensoamiguinhos

SOL

 

Manoel de Oliveira
Faz Hoje
102 anos

 

 

11 de Dezembro, 2010

 

Manoel de Oliveira - 102 anos (SOL)

 

 

O realizador português Manoel de Oliveira celebra hoje no Porto 102 anos, em família e a descansar, porque o relógio não pára e no domingo estará em Santa Maria da Feira a propósito de... cinema.

Fonte da família explicou à agência Lusa que Manoel de Oliveira passará um dia «recatado», com um jantar em família e com filhos, netos e bisnetos a celebrarem a longevidade do mais velho realizador mundo ainda a trabalhar.

No domingo, Manoel de Oliveira estará em Santa Maria da Feira a convite do Festival de Cinema Luso-Brasileiro, que o homenageia, para mostrar o mais recente filme que rodou, O estranho caso de Angélica.

A longa-metragem, que recupera um argumento de Manoel de Oliveira com mais de cinquenta anos, ainda não tem estreia comercial nos cinemas, nada que deva perturbar muito o realizador que já só pensa nas próximas produções.

Na quinta-feira esteve em Serralves, no Porto, onde foi exibida a curta-metragem Painéis de São Vicente de Fora, visão poética e no final o cineasta disse aos jornalistas que há vários projectos que têm que ser feitos antes «de passar desta para a outra».

Manoel de Oliveira não tem medo da morte, mas do sofrimento, e remete para os astros a energia e a sorte de ainda estar vivo e a trabalhar.

Já lá vão quase oitenta anos desde que Manoel de Oliveira, então com 23 anos, estreou a curta-metragem documental Douro, faina fluvial, um fresco mudo, a preto e branco, sobre a relação do Porto com o rio Douro.

Esse filme foi feito com uma câmara de filmar oferecida pelo pai e com a ajuda do amigo e fotógrafo António Mendes.

A estreia desse filme aconteceu a 19 de Setembro de 1931, no mesmo dia em que morreu Aurélio da Paz dos Reis, considerado o pai do cinema português.

Agora, que Manoel de Oliveira tem 102 anos e que o cinema já é também em 3D, Douro, faina fluvial voltou pela primeira às salas comerciais restaurado e remasterizado a acompanhar a exibição de um dos mais conhecidos filmes dele, Aniki Bobó (1942).

Aos 102 anos, o passado teima em estar presente quando se fala de Manoel de Oliveira, mas o realizador defende que «a própria vida não tem nada de original».

«Foi o viver que me ajudou a fazer cinema e não o contrário», resumiu.

Lusa/SOL

 

 


 

Posts anteriores:

 

  1. MANOEL DE OLIVEIRA

    11 Dez 2009 por bomsensoamiguinhos

    [P A R A B É N S !!! Manoel de Oliveira Pelos 101 Anos Foto retirada da NET Manoel Cândido Pinto de]

  2. Prémio para Manoel de Oliveira

    12 Fev 2009 por bomsensoamiguinhos

    [Prémio para Manoel de Oliveira Vídeo Artes & Espectáculos 2009-02-11 11:29:05 Manoel de Oliveira]

  3. Cultura - Cinema - Manoel de Oliveira Celebra 100 anos

    12 Dez 2008 por bomsensoamiguinhos

    [VISÃO Visao Cultura Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008 Entrevista com Manoel de Oliveira Cinema a]

  4. Vidas - Longevidade de uns quantos Portugueses

    15 Dez 2008 por bomsensoamiguinhos

    [.prensaescrita.com/diarios.php Há 600 portugueses mais velhos que Manoel de Oliveira CÉU NEVES Vidas. As pessoas com 100 e mais anos]

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

ESPAÇOS DO AUTOR

====================== INFORMAÇÃO GLOBAL PANDEMIA - LINKS UTEIS ======================

  • ======================

GRIPE HUMANA DE ORIGEM SUíNA, AVIÁRIA, PANDEMIA -> LINKS ÚTEIS

GRIPE HUMANA (Aviária e Pandemia) Ministérios Outros Países

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

PESSOAS ADMIRÁVEIS

LEGISLAÇÃO

=> DIREITOS HUMANOS

INSTITUIÇÕES NACIONAIS

SIC-Soc. Informação e Conhecimento

FINANÇAS / IMPOSTOS

UE - INST. EUROPEIAS

Finanças,Gestão, Economia...

INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS

MÚSICOS E MÚSICAS

Imprensa / Informação

ONLINE - RÁDIO / TV / Imagens

EDITORES

ESPAÇOS CULTURAIS

LIVRARIAS

DADOS HISTÓRICOS

LIVREIROS / ALFARRABISTAS

ESPAÇOS AMIGOS

ESPAÇOS SUGERIDOS

VALEU A PENA CONHECER

RESTAURANTES

-> V I O L Ê N C I A

MEDICINA DENTÁRIA

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D