SÃO NESTE MOMENTO :

Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

ARQUIVO

PESQUISAR NO BLOG:

 

POST RECENTES

O ouro está sobrevaloriza...

Mercados Financeiros: Esp...

LINKS

PESQUISAR NO BLOG:

 

Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Bem Vindo a este Espaço :-)

Domingo, 30 de Janeiro de 2011

O ouro está sobrevalorizado?

Económico

Edward Chancellor
30/01/11 10:28

O Ouro Está Sobrevalorizado?

 

 

A subida fulgurante que o ouro faz aumentar as preocupações sobre o preço deste metal precioso.

 

O ouro é a cortesã do mundo do investimento, sempre a fazer promessas diferentes e muitas vezes contraditórias. Por vezes, comporta-se como qualquer vulgar tipo de investimento especulativo. Noutras, oferece protecção contra grandes catástrofes financeiras. O consenso aponta no sentido de o ouro proteger os investidores em igual medida contra a deflação ou contra a inflação. Hoje o ouro caiu nas boas graças dos gigantes dos ‘hedge funds' e de uma série de investidores, bem como dos especuladores em alta e dos especuladores em baixa. Mas existe um problema: os grandes admiradores do ouro raramente sabem que valor lhe devem atribuir.

Se pudéssemos identificar o ouro por popularidade, então o ouro seria uma bolha. O Harrods, o grande armazém de Knightsbridge, vende agora barras de ouro nos seus balcões. E existem mesmo máquinas automáticas de venda de ouro. Os intervalos da Bubblevision, leia-se a cadeira de televisão CNBC, estão cheios de anúncios de promotores de ouro. Os investidores retalhistas estão a apostar cada vez mais fundos transaccionados em bolsa, enquanto alguns investidores institucionais mais respeitados estão cada vez mais receptivos ao investimento em barras de ouro. O preço do ouro está elevado graças à procura nos mercados emergentes. O Banco Industrial e Comercial chinês relançou recentemente o seu "Gold Accumulation Plan", atraindo mais de um milhão de contas. "Depois de abrir uma conta," reporta o World Gold Council, os Croesus modernos da Ásia podem começar a acumular ouro numa base diária..."

Há uma década, quando o ouro se situava abaixo dos 300 dólares por onça, era ignorado pelos corretores. Depois de ter quadruplicado de valor, Wall Street está agora a extrapolar esta subida recente e a projectá-la para o futuro longínquo. O Goldman aponta para valores de 1.690 dólares por onça em 2011, cerca de 20% acima do preço actual. Segundo as previsões da HSBC o ouro subirá 8% ao ano durante o resto da década e recomenda uma afectação de 15% do investimento neste metal precioso. Com o euro em apuros e o dólar ameaçado pelas rotativas bem oleadas por Ben Bernanke, o ouro tornou-se assim na moeda mais em voga.

Mas as bolhas são definidas de acordo com a sua valorização e não segundo o comportamento dos investidores. Durante muito tempo, a valorização do ouro em dólares ajustados à inflação manteve-se estável. Mas, desde 1900, o ouro rondou uma média de 440 dólares, a taxa do dólar de 2010.

Segundo esta medida de avaliação, o ouro a 1.400 dólares por onça regista um desvio padrão de 2,5 acima da sua média a longo prazo. E o ouro está também caro tendo em conta o seu custo de extracção, custo este que o Credit Suisse afirma situar-se nos 600 dólares por onça.

O ouro parece estar sobrevalorizado segundo os padrões mais tradicionais. Nos tempos da Babilónia dizia-se que uma onça de ouro dava para comprar 350 pães. Cada pão de trigo que consumo normalmente custa 2,45 dólares, pelo que um preço justo do ouro seria agora 850 dólares.
Outra regra elementar diz-nos que uma onça de ouro dava para comprar um fato. Esta regra só não nos diz de que tipo de alfaiataria estamos a falar. Mas a Gieves & Hawkes de Savile Row tem actualmente bons fatos a 795 libras.

O ouro parece menos caro quando comparado com outras mercadorias. Desde 1900 que uma onça de ouro era comprada a 50 vezes o seu peso em prata. Depois da subida repentina da prata no ano passado, este rácio caiu 47 vezes. O preço do ouro em termos de petróleo tem-se mantido também bastante constante. Desde 1900, uma onça de ouro era comprada a uma média equivalente a 13,4 barris de petróleo. Hoje, a mesma onça dá para comprar 15,5 barris.

Não existe nenhum método científico para avaliar o ouro. Como refere Jim Grant na sua ‘newsletter' mais recente: "Podíamos avaliá-lo sempre como um activo que só gera rentabilidade no acto de compra e venda." Mas Grant sugere uma avaliação do ouro em termos de "1/n, sendo ‘n' a confiança do mundo nas moedas em papel e nos mandarins que as manipulam. Infelizmente, quanto ao ‘n', não sei o que representa."

Os investidores demasiado optimistas de Wall Street esforçam-se ainda menos para identificar o seu valor. E apontam meramente para o facto de o ouro tender a subir depois de um período de taxas de juro negativas. Só não mencionam que a bolha do ouro de 1980 caiu rapidamente quando o presidente do Fed, Paul Volcker, começou a aumentar as taxas. Nos dois anos que se seguiram o preço do ouro caiu dois terços. A questão da avaliação, por mais difícil que seja, não deve ser ignorada. O ouro tem que cair cerca de 70% para atingir a sua média a longo prazo em termos de dólares ajustados à inflação. Para voltar a estar em linha com o seu custo de produção teria que cair cerca de 55%. O ouro está cerca de 40% sobrevalorizado face ao preço do pão e 9% face ao preço do petróleo.

O ouro só parece um pouco barato quando comparado com a performance da prata. Os especuladores em alta esperam que, em termos reais, o ouro possa voltar a atingir o pico de 1980, altura em que subiu mais de 70%. Mas a média das nossas medidas de avaliação aponta para um valor justo do ouro inferior a mil dólares por onça, cerca de terço abaixo do preço actual.

Não quero com isto dizer que o ouro não possa vir a subir no próximo ano ou que não exista uma necessidade de protecção contra riscos inflacionistas. Mas os investidores prudentes deviam olhar antes para outros activos menos fingidos para protegerem o valor das suas poupanças.

Exclusivo Financial Times
Tradução de Carlos Tomé Sousa


:
Publicado por bomsensoamiguinhos às 15:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

Mercados Financeiros: Especulador / Investidor

Opinião

bomsensoamiguinhos

 



Hoje consulte os meios de informação sobre o tema da actualidade: Crise, agências de rating, investimento especulativo...

 

No Jornal de Notícias li o seguinte artigo:

 

« Regulador grego proíbe durante dois meses ordens que apostem nas quedas de títulos

<input ... >12h25m

O regulador da bolsa grego anunciou hoje, quarta-feira, a proibição de 'tomada de posições curtas', que equivalem a apostas dos investidores pelas quedas de determinados títulos ('short selling'), até ao próximo dia 28 de Junho.

 

"Tendo em conta as condições no mercado grego, a Comissão do Mercado Helénico de Capitais decidiu proibir as posições curtas sobre as acções cotadas na Bolsa de Atenas, entre 28 de Abril e 28 de Junho de 2010", refere o regulador em comunicado.


Relativamente pouco conhecida do público em geral, 'a posição curta' nos mercados financeiros é assumida quando alguém vende um título que não possui em carteira, sendo esse título emprestado por um terceiro que o possui na carteira para que se dê a liquidação da venda.

Quando se assume uma posição curta ganha-se com a queda desse activo e perde-se com a sua subida.


Na prática refere-se a 'vender' para posteriormente 'comprar' a um preço inferior, antecipando que no futuro essa queda se materialize. »

Ao consultar o Público li:

« 28.04.2010 - 19:06 Por Lusa
O director-geral do fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, afirmou hoje que "não se devia acreditar demais" no que dizem as agências de notação financeira rating.
As declarações de Strauss-Kahn ocorrem quando Grécia, Portugal e Espanha acabaram de ver revistas em baixa as notas atribuídas às suas dívidas públicas.

Interrogado sobre o papel das agências de notação e o crédito que merecem as suas opiniões, Strauss-Kahn respondeu que "refletem o que recolhem [como informações] sobre o mercado (...) Não se deve acreditar demasiado no que dizem, apesar de terem alguma utilidade".

Uma das três principais agências de notação, a Standard and Poor's [as outras são a Moody's e a Fitch], reduziu na terça-feira a nota da Grécia, relegando o investimento nos seus títulos de dívida pública para a categoria de 'investimento especulativo'.

No mesmo dia, a agência degradou também a nota atribuída a Portugal e hoje fez o mesmo a Espanha.  »

Outro artigo:

Público

« Europa fechou toda no vermelho

Nova Iorque fecha em alta

28.04.2010 - 21:22 Por José Manuel Rocha

As bolsas de Nova Iorque fecharam hoje em alta, em clara contradição com o que aconteceu na Europa, onde as principais praças financeiras acumularam perdes significativas... »

Sublinhados

/alteração de cor/Negritos

alteração do Bomsensoamiguinhos

Parece uma autêntica confusão de opiniões...

Quem está certo e a ser correcto no meio de toda esta Guerra Financeira?




A área dos mercados financeiros é uma área muito interessante... no entanto, como a imaginação humana é muito fértil o que poderia ser visto como financiamento para as empresa passou a dimensões incalculáveis...

As agências de "rating" não me parecem inocentes... diria mesmo que se aproveitam para "Brincar" com a Informação Económica / Financeira que dispõe em relação aos diversos Estados para jogar com os dados no momento que lhes é oportuno.

 

Especulador / Investidor

Especulador é como que o inverso do Investidor:

Um agente poderoso Especulador através de operações de compra ou venda das acções de uma empresa (grande volume), força uma baixa ou alta dos preços, sentindo estas operações como um autêntico jogo... Se o valor dessas acções inicia um aumento... induz investidores a comprar porque acreditam que os preços podem subir mais...

O Especulador vai manobrando o mercado com a única intenção de obter o lucro rápido... enquanto o investidor aplica as suas economias a médio e longo prazo...

Com estas e outras "manobras"... estabelece-se uma enorme diferença entre o valor esperado das acções e o verdadeiro valor dos activos das empresas cotadas em Bolsa.

Outro conceito: "Bolha financeira" / "A Crise Imobiliária nos Estados Unidos"

Fica para outro dia :-)

28 de Abril de 2010  22:30
Anilady

bomsensoamiguinhos@sapo.pt

:
Publicado por bomsensoamiguinhos às 22:07
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

Contagem a partir do dia 17 de Dez de 2008

------------------------------

Deixe a Sua Sugestão...Opinião...Mensagem... ! :-)

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

ENVIE AS SUAS SUGESTÕES: Bomsensoamiguinhos@sapo.pt

PENSAMENTO DO MOMENTO Anilady

Mercados Financeiros: Esp...

Pensamento - Investir na ...

Foi com Surpresa e Enorme...

Bomsenso - Crise Naciona...

O que é a Ética?

Bomsenso - Ética e Mentir...

Bomsenso - GUERRA - GAZA ...

Bomsenso - Dívida Externa...

TAGS

portugal(252)

actualidade(125)

2010(105)

crise(93)

2009(71)

crise económica(66)

pensamento(65)

economia(61)

portugueses(60)

vídeo(54)

cultura(53)

lisboa(52)

história(50)

crise financeira(49)

ciência(48)

2011(46)

videos(44)

portugal-bem(43)

português(43)

presidente da república(43)

conhecer portugal(40)

provérbio(40)

política(38)

actualidade política(37)

citações(37)

pensamentos(37)

cavaco silva(36)

interesse geral(33)

cavaco(31)

viajar cá dentro(31)

património(30)

turismo(30)

saúde(28)

democracia(27)

conhecimento(26)

foto(26)

frases(26)

música(26)

politicos(26)

recessão(26)

viagens(22)

desemprego(21)

estado da nação(21)

europa(21)

frase(21)

tourist(21)

25 de abril(20)

ética(20)

global(20)

investigação(20)

presidente(20)

arte(19)

obama(19)

actualidade económica(18)

fotos(18)

lisbon(18)

poesia(18)

portuguesa(18)

sociedade(18)

conduta(17)

eua(17)

finanças(17)

histórico(17)

neve(17)

poema(17)

porto(17)

portugueses em destaque(17)

revolução(17)

sismo(17)

ue(17)

barack obama(16)

crise politica(16)

frio(16)

cravos(15)

economia real(15)

educação(15)

escritor(15)

história de portugal(15)

movimento(15)

opinião(15)

revolução dos cravos(15)

terramoto(15)

1974(14)

imprensa(14)

militares(14)

photos(14)

poeta(14)

vermelhos(14)

bomsensoamiguinhos(13)

crianças(13)

défice(13)

desconfiança(13)

eleições(13)

forças armadas(13)

mapa(13)

cinema(12)

guerra(12)

museu(12)

otelo saraiva carvalho(12)

photo(12)

todas as tags

PESQUISAR NO BLOG:

 

Facebook

Auxiliar Memória Do Mundo

Cria o teu cartão de visita
    follow me on Twitter
    blogs SAPO
    RSS