Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

ARQUIVO

PESQUISAR NO BLOG:

 

POST RECENTES

Crise portuguesa / Consel...

Portugal visto aos olhos ...

José Sócrates Contra o Ne...

Laboratório Ibérico de Na...

Laboratório Ibérico de Na...

Vídeo - Jornal da noite -...

Fim do congresso do PS - ...

Sócrates Admite Recessão ...

LINKS

PESQUISAR NO BLOG:

 

Outubro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31
Sexta-feira, 25 de Março de 2011

Crise portuguesa / Conselho Europeu / Passos Coelho

 

 

SIC

 

 

Pedro Passos Coelho em entrevista à SIC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RTP

Crise portuguesa abala Conselho Europeu

 

Já é indesmentível que a crise política em Portugal abalou o Conselho Europeu que está a decorrer em Bruxelas. Mas os líderes dos 27 ficaram mais tranquilos perante o compromisso assumido por José Sócrates e Pedro Passos Coelho de que as metas do défice são mesmo para cumprir.

 

 

 

 

 

 

http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=Crise-portuguesa-abala-Conselho-Europeu.rtp&headline=20&visual=9&article=427536&tm=7

 

 

 

 SIC

 

José Sócrates reafirma que Portugal não precisa de ajuda

 

O primeiro-ministro José Sócrates reafirmou esta manhã em Bruxelas que Portugal não precisa de ajuda externa. O editor de economia da RTP, Paulo Ferreira, considera, no entanto, que o nosso país pode ser obrigado a pedir ajuda já nos próximos dias. 

2011-03-25

 

 

 

 

 http://ww1.rtp.pt/noticias/?t=Jose-Socrates-reafirma-que-Portugal-nao-precisa-de-ajuda.rtp&headline=20&visual=9&article=427546&tm=6

 

 

 

:
Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:55
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 14 de Julho de 2010

Portugal visto aos olhos dos jornais FT, WSJ e NY Times

Económico

14/07/10 13:20

Imprensa

Portugal

visto aos olhos dos jornais

FT, WSJ e NY Times

Eudora Ribeiro
14/07/10 13:20

 

 

Será difícil encontrar um dia em que Portugal tenha direito a tantos caracteres em jornais de referência internacionais.


Por razões diferentes, Portugal tem hoje direito a longos artigos no britânico Financial Times (FT) e nos americanos WSJ e New York Times.

 

 

FT: Sócrates, o "optimista inveterado"

 

O Financial Times dedica hoje seis páginas a Portugal num suplemento especial, que conta com uma entrevista ao primeiro-ministro português José Sócrates.

Escreve o jornal britânico que a campanha portuguesa para acelerar o equilíbrio das contas públicas vai abrandar o crescimento da economia e que Portugal está agora a experienciar "as dores" de fazer parte da união monetária e a sofrer, por contágio, com os efeitos da crise de dívida soberana.

O FT também defende que Portugal tem de fazer mais para acompanhar os pares europeus, no que respeita os resultados escolares. Mas o suplemento também aponta muitos pontos fortes do país.

Além de considerar o primeiro-ministro Sócrates um "optimista inveterado", o FT apresenta Portugal como um país que tem as tecnologias limpas como bandeira do Governo e que quer liderar os países do sul da Europa na modernização dos serviços públicos, combatendo a excessiva burocratização.

"Ao longo dos últimos cinco anos, Portugal tentou substituir a sua burocracia baseada em papéis com serviços online e cara-a-cara tanto para os cidadãos como empresas através do programa Simplex", escreve o FT.

O periódico nota ainda que "Portugal se está a aperceber que tem mais para oferecer aos visitantes do que sol, areia e mar".

 

 

WSJ: Austeridade não é novidade em Portugal

 

O Wall Street Journal escreve, por seu turno, que "Para Portugal, a austeridade não é nada de novo", num comentário ao facto de a agência Moody's ter ontem cortado a notação de Portugal em dois níveis para ‘A1'.

Contudo, o WSJ adianta que "a experiência de Portugal - que inicialmente beneficiou com as vantagens da união monetária mas depois foi um dos países que mais cedo experimentou os problemas decorrentes de estar na zona euro - oferece o que alguns economistas consideram ser um exemplo elucidativo do caminho da recuperação para Espanha, Grécia e outros países", diz o WSJ.

"Há duas décadas, Portugal era considerado uma economia com sucesso", lembra o WSJ. Contudo, depois de aderir ao euro em 1999, a dominante indústria têxtil não foi capaz de aproveitar os empréstimos a baixo custo e um mercado europeu comum para criar as bases de crescimento no longo-prazo, continua o jornal. 

 

NY Times: Portugal Colonial

 

Já o New York Times diz que "Portugal está a voltar-se para antigas colónias para crescer". "Portugal, uma das economias europeias mais castigadas, está tendencialmente a aumentar as suas esperanças de recuperação em Angola, uma antiga colónia que se tornou uma das mais fortes economias da África subsariana - graças ao petróleo e aos diamantes", diz o NY Times.

 

O jornal nota também que no Brasil, outra antiga colónia, a concorrência está a ficar mais difícil de gerir, numa altura em que outros antigos parceiros comerciais europeus de longa data, como a Espanha, atravessam "picos de endividamento e uma escalada no desemprego".

 

Nota o NYTimes que a luta pela Vivo é o mais recente caso dos esforços do Governo português para manter a sua presença no Brasil, travando a investida da espanhola Telefónica para ficar com o controlo da Vivo, isto "apesar de o negócio ter sido aprovado pelos accionistas da PT".

 

Uma ‘novela' que tem os dias contados e que termina já esta sexta-feira, o ‘deadline' estabelecido pela Telefónica para a PT aceitar a oferta de 7,15 mil milhões de euros pela posição que detém na Vivo, a ‘galinha dos ovos de ouro' da telecom portuguesa, e uma empresa que Sócrates disse repetidamente ser "estratégica e fundamental para o futuro da PT" e para os interesses vitais de Portugal.

:
Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:55
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

José Sócrates Contra o Negativismo / Boletim Económico - Verão 2010

Jornal de Negócios

 

 

 

Sócrates
"A economia portuguesa
foi a que melhor resistiu à crise.

Basta olhar para os números"

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O primeiro-ministro exultou a revisão em alta do crescimento económico de 0,4% para 0,9% em 2010 por parte do Banco de Portugal, mas desvalorizou o alerta do supervisor em relação ao efeito recessivo que as medidas do PEC podem ter em 2011.


A comunicação social foi a principal visada pelas críticas de José Sócrates por só falar do que se vai passar em 2011 e nada dizer das boas notícias para 2010. O primeiro-ministro deixa mais uma vez como conselho olhar para os números.

A economia portuguesa foi a que melhor resistiu à crise. Basta olhar para os números”, sublinhou.

Sócrates apelidou ainda de ideia “infantil e politiqueira” os que dizem que só Portugal enfrenta uma crise profunda.

 


 

 

 

Boletim Económico - Verão 2010

 

Texto de Política e Situação Económica | Verão 2010

http://www.bportugal.pt/pt-PT/EstudosEconomicos/Publicacoes/BoletimEconomico/Paginas/BoletimEconomico.aspx

 

 

PROJEÇÕES PARA A ECONOMIA PORTUGUESA: 2010-2011

Projeções para a Economia Portuguesa: 2010-2011
pdf 951 Kb

 

 


DN Economia

Hoje

PREVISÃO

Portugal ameaçado por nova recessão em 2011

Boletim de Verão do Banco de Portugal diz que há mais de 50% de hipótese de o País registar um crescimento negativo

 

 

Há uma hipótese superior a 50% de Portugal voltar a entrar em recessão já em 2011. É esta uma das principais conclusões do Boletim Económico de Verão do Banco de Portugal (BdP), ontem divulgado, e que revê em baixa a evolução económica do País para 2011, admitindo mesmo um cenário de crescimento negativo. Segundo o documento, as expectativas de crescimento do PIB para o próximo ano fixam-se nos 0,2%, contra os 0,8% avançados pela instituição, agora presidida por Carlos Costa, no Boletim anterior.

 

"Uma variação negativa do PIB em 2010 tem uma probabilidade inferior a 15%, mas sobe para um valor acima de 50% em 2011", pode ler-se no Boletim do BdP, que assinala que há 63% de "probabilidade de o crescimento do PIB ficar abaixo das actuais projecções. Apesar do cenário negro traçado para o próximo ano, o BdP reviu em alta as previsões de crescimento para este ano, de 0,7 para 0,9%.

 

Segundo o Boletim de Verão, o aumento de um ponto percentual nas taxas de IVA deverá aumentar a inflação em 0,4% em 2010 e 2011. "Sob a hipótese de que este aumento [do IVA] será integralmente reflectido nos preços finais pagos pelos consumidores, estima-se um impacto na inflação de 0,4 pontos percentuais", esclarece o banco central no primeiro estudo emitido sob a liderança de Carlos Costa. As contas da instituição central apontam para que, em 2011, a maioria das variáveis do PIB analisadas esteja em terrenos negativos: o consumo deve cair (-0,9%), assim como investimento (-1,6%). Já as exportações deverão crescer, mas ainda assim irão perder força face às estimativas adiantadas para 2010, avançando apenas 3,7% em 2011, reflectindo um arrefecimento generalizado da procura externa relevante dirigida ao País.

 

No documento, o Banco de Portugal adianta ainda que o rendimento disponível real das famílias deverá cair 1,3% já este ano e abrandar para 0,8% em 2011. Isto após se ter verificado um aumento de 1,9% no ano passado. De acordo com a instituição, esta queda do rendimento disponível real deverá ser provocada por um "ajustamento dos salários reais às condições adversas no mercado de trabalho".

 

 


 

OJE

ECONOMIA

12/07/10, 15:04
OJE/Lusa

 

 

Primeiro boletim económico de Carlos Costa

sai na terça-feira

 

 

O Banco de Portugal divulga esta terça-feira o Boletim Económico de Verão, o primeiro com Carlos Costa ao leme da instituição, semana e meia depois de o Governo ter revisto em baixa o desempenho da economia em 2011.

 

No último boletim económico o ex-governador e agora vice-presidente do Banco Central Europeu reviu em baixa as perspectivas da instituição para o desempenho da economia portuguesa em 2010, apresentando um cenário mais negativo que o estimado pelo Governo no Programa de Estabilidade e Crescimento, cujos números no ROPO, relativos a 2010, se mantiveram.

 

 

As estimativas do banco em Março apontavam para um crescimento de 0,4% este ano e de 0,8% no próximo.


Esta revisão vinha em linha com as declarações de Vítor Constâncio, por ocasião da divulgação do Boletim Económico de Inverno, em que admitiu uma revisão em baixa do crescimento em 2010 para perto de metade dessa previsão.


No Relatório de Orientação da Política Orçamental (ROPO) o Governo manteve a sua previsão de crescimento de 0,7% em 2010, mas reviu em baixa a previsão para 2011, de 0,9 para 0,5%.


O Boletim Económico de Verão que será apresentado esta terça-feira fica ainda marcado por ser o primeiro sob a liderança de Carlos Costa, que tomou posse como governador do banco central no dia 7 de Junho.


O documento, além de revelar as projecções detalhadas para este ano e para o próximo, contém também textos de política e situação económica. Vítor Constâncio recordou antes de sair de governador, mas já com a confirmação do seu novo posto, que quando voltou ao banco, em 2000, teceu duras críticas à política orçamental do Governo da altura, que considerou demasiado expansionista, no último boletim do ano.


As projecções entre as diferentes organizações têm ficado marcadas por um maior contraste no que diz respeito aos números apontados a 2010, sendo mais semelhantes nos respeitantes ao próximo ano.


Para 2010 o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê um crescimento de 0,3%, já a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) projecta um crescimento de 1%, e a Comissão Europeia de 0,5%.


Para 2011 a variação nas projecções é menor: FMI prevê um crescimento de 0,7%, igual à da Comissão Europeia, e a OCDE de 0,8%.

 

 


Visão

Lusa - Esta notícia foi escrita
nos termos do Acordo Ortográfico
14:04 Segunda feira,
12 de Jul de 2010

 

 

Banco de Portugal: Primeiro boletim económico de Carlos Costa publicado terça feira

Lisboa, 11 jul (Lusa) -- O Banco de Portugal divulga na terça feira o Boletim Económico de Verão, o primeiro com Carlos Costa ao leme da instituição, semana e meia depois do Governo ter revisto em baixa o desempenho da economia em 2011.

 

Lisboa, 11 jul (Lusa) -- O Banco de Portugal divulga na terça feira o Boletim Económico de Verão, o primeiro com Carlos Costa ao leme da instituição, semana e meia depois do Governo ter revisto em baixa o desempenho da economia em 2011.


No último boletim económico, o ex governador e agora vice presidente do Banco Central Europeu, reviu em baixa as perspetivas da instituição para o desempenho da economia portuguesa em 2010, apresentando um cenário mais negativo que o estimado pelo Governo no Programa de Estabilidade e Crescimento, cujos números no ROPO, relativos a 2010, se mantiveram.


As estimativas do banco em março apontavam para um crescimento de 0,4 por cento este ano e de 0,8 por cento no próximo.

 


 

Exame Expresso

Lusa

9:35 Segunda feira,

7 de Junho de 2010

Carlos Costa assume Banco de Portugal

Economista Carlos Costa deixa a vice-presidência do Banco Europeu de Investimento para suceder a Vítor Constâncio no cargo de governador do  Banco de Portugal.

 

Carlos Costa sucede a Vítor Constâncio

na liderança do banco de Portugal

Alberto Frias

 

Carlos Costa é hoje indigitado como novo governador do Banco de Portugal pelo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, sucedendo a Vítor Constâncio na liderança do supervisor. A cerimónia de tomada de posse já decorre no salão nobre do Ministério das Finanças.

 

O economista Carlos Costa, que saiu da vice-presidência do Banco Europeu de Investimento onde estava desde outubro de 2006, foi nomeado pelo Governo a 23 de abril para suceder a Vítor Constâncio, que deixou a liderança do Banco de Portugal, depois de 10 anos em funções, para assumir por sua vez a vice-presidência do Banco Central Europeu.

 

Carlos Costa, 60 anos, licenciou-se em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto em 1973, tem uma vasta experiência no setor bancário e na integração de Portugal na Comunidade Europeia.

 

Foi também membro do conselho de administração e diretor executivo da Caixa Geral de Depósitos entre 2004 e 2006 e ocupou idêntico cargo no Banco Nacional Ultramarino (BNU) e no Banco Caixa Geral (Espanha).

:
Publicado por bomsensoamiguinhos às 23:40
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Sábado, 18 de Julho de 2009

Laboratório Ibérico de Nanotecnologia - Inauguração em Braga

RTP

 2009-07-17 13:20:32

 

 

Portugal e Espanha juntaram-se em Braga
na inauguração do Laboratório Ibérico de Nanotecnologia
 
 
 
 
O laboratório vai dedicar-se à investigação com prioridade à area da saude, e vai ser ter também um centro de ciência viva, que quer juntar alguns dos maiores cientistas do mundo nesta area. Na cerimónia de abertura estiveram o Presidente da República, o Rei de Espanha, José Sócrates e José Luis Zapatero.

 

  

Publicado por bomsensoamiguinhos às 22:55
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

Laboratório Ibérico de Nanotecnologia

 

 

 
José Sócrates e Luiz Zapatero compararam hoje a inauguração do Laboratório Ibérico de Nanotecnologia à cooperação entre Portugal e Espanha na época dos descobrimentos. Cavaco Silva agradeceu a José Sócrates o envolvimento no projecto, que o primeiro-ministro espanhol apelidou de "atlas do futuro".
 
JN - 17-7-2009
Germano  Oliveira


José Sócrates e Luiz Zapatero compararam hoje a inauguração do Laboratório Ibérico de Nanotecnologia à cooperação entre Portugal e Espanha na época dos descobrimentos. Cavaco Silva agradeceu a José Sócrates o envolvimento no projecto, que o primeiro-ministro espanhol apelidou de “atlas do futuro”.

Localizado em Braga, o Laboratório é um projecto dos dois países, que foi inaugurado no dia de hoje.

“A todos os que se envolveram nesta iniciativa, deixo o meu mais profundo agradecimento”, afirmou Cavaco Silva, elogiando a “oportunidade e o mérito” da iniciativa dos dois governos.

“Para enfrentar os actuais desafios do mundo, é essencial que dois países tão próximos criem redes transfronteiriças do conhecimento”, acrescentou o Presidente da República.

A inauguração do edifício marca o lançamento da campanha internacional de apresentação do organismo e de promoção do recrutamento dos melhores cientistas, à escala internacional.

O Rei de Espanha, que também marcou presença na inauguração, começou por discursar num português perfeito, para assinalar que “ambos os países mostram de forma evidente o compromisso com investigação, desenvolvimento e inovação”.

“Outros descobrimentos”

Já o primeiro-ministro espanhol afirmou que “na época dos descobrimentos Portugal e Espanha fizeram muita coisa. Agora, com esta estrutura, comprometemo-nos a descobrimos o atlas do futuro. São outros descobrimentos”.

“Este é um empreendimento com o mesmo valor histórico dos descobrimentos”, assinalou Zapatero.

O primeiro-ministro português também utilizou os descobrimentos no seu discurso. “A verdade é que Portugal e Espanha sempre foram grandes quando se abriram ao mundo. Este laboratório é a ambição de quem quer colocar a ciência dos dois países na primeira linha do conhecimento global”

“O laboratório é a expressão de uma linha política dos dois governos. É a linha politica que investe na ciência”, acrescentou Sócrates.
 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 12:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Vídeo - Jornal da noite - SIC

 

SIC

Edição de 16-03-09 (2ª parte)

 

 
 
BPN
Realismo Salarial
Quebra na Pensões
Como sair da crise?
Obama Indignado com a AIG
Visita dos Reis da Jordânia a Portugal
Forum Mudial da Água
 

 

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 00:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Fim do congresso do PS - SIC

 

SIC

 Edição 01-03-2009

 

 

 

O fim do congresso do PS, a cimeira da UE e a rúbrica Futuro Hoje em destaque no JN
 
Jornal da Noite  |  01/03/2009
Publicado por bomsensoamiguinhos às 13:00
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Sócrates Admite Recessão em Portugal e Abre a Porta à Antecipação de Eleições

ECONOMICO

www.economico.pt/noticias/socrates-admite-recessao-em-portugal_282.html

Terça, 06 de Janeiro 09

Entrevista do primeiro-ministro à SIC

 

Sócrates admite recessão em Portugal
Económico 
06/01/09 00:05
 
O primeiro-ministro reconhece que o Governo vai rever as suas previsões para este ano e assume que Portugal deve cair em recessão. Para responder à crise, continua a apostar no investimento e pede nova maioria absoluta.

 

Cont. www.economico.pt/noticias/socrates-admite-recessao-em-portugal_282.html

 

Política

 

Sócrates abre a porta à antecipação de eleições
Económico 
05/01/09 22:19
 
O primeiro-ministro diz estar “preparado para todos os cenários” incluindo o da sua demissão para a convocação antecipada de eleições de forma a poderem coincidir com as eleições Europeias agendadas para Junho. Sócrates é recandidato e pedirá a maioria.
 
O próximo ano de 2009 tem prevista a realização de três eleições, competindo ao Governo a marcação das eleições autárquicas (previstas para entre 22 de Setembro e 14 de Outubro) e ao Presidente a marcação das legislativas (para o intervalo que vai entre 14 de Setembro e 14 de Outubro).

Cont. www.economico.pt/noticias/socrates-abre-a-porta-a-antecipacao-de-eleicoes_263.html

 

 

Publicado por bomsensoamiguinhos às 13:30
Acesso ao Link do post | COMENTE ESTE POST OU SOBRE ESTE TEMA... | Adicionar aos favoritos

Contagem a partir do dia 17 de Dez de 2008

------------------------------

Deixe a Sua Sugestão...Opinião...Mensagem... ! :-)

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

ENVIE AS SUAS SUGESTÕES: Bomsensoamiguinhos@sapo.pt

PENSAMENTO DO MOMENTO Anilady

Mercados Financeiros: Esp...

Pensamento - Investir na ...

Foi com Surpresa e Enorme...

Bomsenso - Crise Naciona...

O que é a Ética?

Bomsenso - Ética e Mentir...

Bomsenso - GUERRA - GAZA ...

Bomsenso - Dívida Externa...

TAGS

portugal(252)

actualidade(125)

2010(105)

crise(93)

2009(71)

crise económica(66)

pensamento(65)

economia(61)

portugueses(60)

vídeo(54)

cultura(53)

lisboa(52)

história(50)

crise financeira(49)

ciência(48)

2011(46)

videos(44)

portugal-bem(43)

português(43)

presidente da república(43)

conhecer portugal(40)

provérbio(40)

política(38)

actualidade política(37)

citações(37)

pensamentos(37)

cavaco silva(36)

interesse geral(33)

cavaco(31)

viajar cá dentro(31)

património(30)

turismo(30)

saúde(28)

democracia(27)

conhecimento(26)

foto(26)

frases(26)

música(26)

politicos(26)

recessão(26)

viagens(22)

desemprego(21)

estado da nação(21)

europa(21)

frase(21)

tourist(21)

25 de abril(20)

ética(20)

global(20)

investigação(20)

presidente(20)

arte(19)

obama(19)

actualidade económica(18)

fotos(18)

lisbon(18)

poesia(18)

portuguesa(18)

sociedade(18)

conduta(17)

eua(17)

finanças(17)

histórico(17)

neve(17)

poema(17)

porto(17)

portugueses em destaque(17)

revolução(17)

sismo(17)

ue(17)

barack obama(16)

crise politica(16)

frio(16)

cravos(15)

economia real(15)

educação(15)

escritor(15)

história de portugal(15)

movimento(15)

opinião(15)

revolução dos cravos(15)

terramoto(15)

1974(14)

imprensa(14)

militares(14)

photos(14)

poeta(14)

vermelhos(14)

bomsensoamiguinhos(13)

crianças(13)

défice(13)

desconfiança(13)

eleições(13)

forças armadas(13)

mapa(13)

cinema(12)

guerra(12)

museu(12)

otelo saraiva carvalho(12)

photo(12)

todas as tags

PESQUISAR NO BLOG:

 
blogs SAPO
RSS