Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Auxiliar de Memória de Acontecimentos do Mundo onde Vivemos

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

Bom Senso "É conservar uma Atitude Harmonizada em momentos decisão..., conflito..., possuir a capacidade de evitar a prática de acções ou actos impensados no intuito de posteriormente não se sentir embaraço, arrependimento..." Bomsenso

Auxiliar de Memória de Acontecimentos do Mundo onde Vivemos

07
Mai10

CEO andam à caça de talentos nas universidades

bomsensoamiguinhos

Económico

06/05/10 11:30

 

 

 

Educação

CEO andam à caça de talentos nas universidades

Carla Castro   e Ana Petronilho

 

 

 

Líderes do PSI 20 procuram atrair os alunos a trabalhar na sua empresa.

 

 

Belmiro de Azevedo, Zeinal Bava, António Mexia, Ricardo Salgado e Manuel Ferreira de Oliveira. O que têm em comum além de serem todos líderes de grandes empresas portuguesas cotadas no PSI 20? Os homens fortes da Sonae, PT, EDP, BES e Galp são exemplos de grandes gestores que encontraram espaço nas suas agendas para ir à universidade "vender" a imagem da sua empresa e caçar talentos.

 

Isto porque já lá vai o tempo em que os empregadores ficavam à espera que os alunos fossem à empresa entregar o seu currículo para escolherem os melhores candidatos.

 

Hoje em dia, as empresas estão mais pró-activas na procura dos seus futuros quadros. Zeinal Bava foi o caso mais recente, tendo terminado na passada semana o seu ‘roadshow' de cerca de dois meses por várias faculdades de Lisboa de Economia e Gestão.

 

Para José Bancaleiro, CEO da ‘executive search' HumancapInternational, "os CEO vão essencialmente criar uma imagem forte da empresa e aliciar os melhores alunos a juntar-se à sua companhia", como confirmam as palavras do ‘chairman' da Sonae: "Procuramos estar junto dos estudantes, transmitindo os valores, a missão e a estratégia da Sonae, mas também para identificar talentos", afirma Belmiro de Azevedo ao Económico.

 

Se escolhemos a marca do champô e do carro, porque não havemos de escolher a marca da empresa onde queremos trabalhar? "As melhores empresas querem os melhores alunos. E têm de ter de uma marca de empregador para os atrair",sublinha José Bancaleiro.

 

"As empresas estão a criar lógicas de colaboração com as universidades para se darem a conhecer. E começam a ter abordagens mais criativas, porque esta geração é diferente. Fazem-no em formatos mais atractivos e vão de encontro à sua linguagem", diz Pedro Brito, ‘partner' da consultora de gestão Jason Associates.

 

Não é só o salário que importa

 

Mas afinal o que vão dizer os CEO aos alunos que visitam nas universidades? "Não vão lá dizer que a sua é uma grande empresa, que está no PSI 20, etc., mas criar uma proposta de valor do empregador, ou seja, explicar quais os benefícios de trabalhar naquela organização. Não é só o salário que importa, mas a possibilidade de progressão na carreira, a mobilidade, a preocupação da empresa com a responsabilidade social, com a conciliação da vida profissional e pessoal dos seus colaboradores, etc...", adianta o responsável da Humancap International.

 

Em Portugal, a prática é mais recente, mas a nível internacional é muito comum. O CEO não faz o trabalho todo, mas é uma peça muito importante na criação e consolidação desta marca.

 

As deslocações às universidades para conhecerem e falarem pessoalmente com os alunos são, na opinião de Pedro Brito, um exemplo destas novas formas de abordagem, mas existem outras como os jogos de gestão, que ajudam a empresa a conhecer os alunos, ao mesmo tempo que eles se conhecem melhor a si próprios, ou as visitas dos estudantes às empresas para conhecerem, de perto, o seu dia-a-dia. "Permite-lhes sentir, tocar a cultura da empresa e a triagem acaba por ser mais natural também. Uns identificam-se mais que outros", sublinha o partner da Jason Associates.

 

Belmiro de Azevedo define estes encontros com os estudantes como "um importante momento de comunicação junto da comunidade universitária e que resulta também no recrutamento de jovens quadros".

 

O ‘roadshow' do CEO "teve como objectivo apresentar o programa de desenvolvimento e retenção de talento - o Programa "Trainees" - e a sua importância no programa de renovação e valorização dos activos humanos da PT", explica fonte oficial da operadora nacional. Zeinal Bava falou durante mais de uma hora em cada uma das faculdades e fez-se acompanhar de ex-alunos e jovens colaboradores que contaram como foi entrar na PT.

Já Ferreira de Oliveira, CEO da Galp, diz que a principal mensagem que passa aos alunos é a importância das "competências relacionais que desenvolvem na juventude" e que são "um dos factores críticos para o sucesso ao longo da vida".

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

ESPAÇOS DO AUTOR

====================== INFORMAÇÃO GLOBAL PANDEMIA - LINKS UTEIS ======================

  • ======================

GRIPE HUMANA DE ORIGEM SUíNA, AVIÁRIA, PANDEMIA -> LINKS ÚTEIS

GRIPE HUMANA (Aviária e Pandemia) Ministérios Outros Países

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

PESSOAS ADMIRÁVEIS

LEGISLAÇÃO

=> DIREITOS HUMANOS

INSTITUIÇÕES NACIONAIS

SIC-Soc. Informação e Conhecimento

FINANÇAS / IMPOSTOS

UE - INST. EUROPEIAS

Finanças,Gestão, Economia...

INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS

MÚSICOS E MÚSICAS

Imprensa / Informação

ONLINE - RÁDIO / TV / Imagens

EDITORES

ESPAÇOS CULTURAIS

LIVRARIAS

DADOS HISTÓRICOS

LIVREIROS / ALFARRABISTAS

ESPAÇOS AMIGOS

ESPAÇOS SUGERIDOS

VALEU A PENA CONHECER

RESTAURANTES

-> V I O L Ê N C I A

MEDICINA DENTÁRIA

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D